Após alargamento em praia Central de Balneário Camboriú, draga vai ao Paraná abastecer

Draga Galileo Galilei ficará três dias em Paranaguá e retornará para fazer outro lado da praia Central em direção ao Pontal Norte

Após mudar completamente a paisagem da Barra Sul de Balneário Camboriú com a finalização do alargamento, a draga Galileo Galilei vai para Paranaguá (PR) onde ficará três dias abastecendo para completar a obra, agora no sentido do Pontal Norte.

Esta nova etapa vem após a finalização desta parte da obra que contemplou a Barra Sul, e com o início da remoção da tubulação utilizada, a draga Galileo Galilei será reabastecida no porto de Paranaguá, e no seu retorno, em três dias, o trabalho recomeça na praia, da altura da rua 3700 em direção ao Pontal Norte.

A obra de recuperação dos 2 km da praia Central de Balneário Camboriú começou no último dia 22 de agosto na rua 3.700 e chegou até o molhe da Barra Sul no início desta semana, finalizando a obra nesta sexta-feira (17).

Molhe da Barra Sul de Balneário Camboriú não tinha mais areia antes da obra – Foto: Secom BC/ReproduçãoMolhe da Barra Sul de Balneário Camboriú não tinha mais areia antes da obra – Foto: Secom BC/Reprodução

Na ponta, anexo ao molhe, uma área maior, de 44 mil metros quadrados, está sendo formada conforme previsto no projeto da recuperação da faixa de areia.

Liberação da praia em 10 dias

A população poderá aproveitar este trecho em cerca de dez dias, pois a tubulação no trecho sul deve ser retirada e o próximo período também servirá para a continuada conformação da inclinação da praia que está dentro das perspectivas de entrega da nova praia Central com as mesmas características originais.

Draga Galileo Galilei vai para abastecer no Paraná – Foto: Secom BCDraga Galileo Galilei vai para abastecer no Paraná – Foto: Secom BC

O prefeito da cidade, Fabrício Oliveira (Podemos), compartilhou imagens da obra celebrando a chegada da areia à Barra Sul. “Nessa área não possuíamos mais área de praia alguma. Com essa obra logo teremos um grande parque para as pessoas. Areia, jardins, árvores, grama, lazer, espaço de vida”, disse Oliveira.

O preenchimento da praia, da rua 3.700 em direção ao Centro, será feito com a linha que liga à draga a orla na mesma posição em que está atualmente. Quando o preenchimento chegar na altura da rua 2.200, entretanto, a linha de tubos será flutuada e removida a ponta que fica em terra até o trecho de praia diante da rua 2.200, começando em seguida a dragagem daquele ponto em direção ao Pontal Norte, até completar o preenchimento de toda praia.

Veja 5 curiosidades sobre a draga que está transformando praia de Balneário Camboriú

Após finalizar molhe da Barra Sul, draga vai ao Paraná abastecer – Foto: Secom BCApós finalizar molhe da Barra Sul, draga vai ao Paraná abastecer – Foto: Secom BC

Essa remoção da ponta da tubulação principal da 3.700 até a 2.200 é necessária para que o material que vem impulsionado da draga chegue mais rápida e facilmente até o Pontal Norte. A previsão para término desta obra de preenchimento é novembro deste ano.

Por conta da área livre de arranha-céus, a área da Barra Sul é uma das mais iluminadas da orla da praia Central. A obra de alargamento já avançou mais de 1,2 mil metros  desde o último de 22 de agosto, a secretária de Meio Ambiente de Balneário Camboriú, Maria Heloísa Lenzi, destaca mais detalhes da obra de recuperação.

Trecho no Molhe da Barra Sul será entregue nesta sexta-feira (17) e surpreende pela evolução – Foto: Secom BC/ReproduçãoTrecho no Molhe da Barra Sul será entregue nesta sexta-feira (17) e surpreende pela evolução – Foto: Secom BC/Reprodução

Apesar da expectativa de mais sol na praia Central de Balneário Camboriú, o objetivo da obra é outro. “Quando se iniciou os primeiros estudos havia essa expectativa de uma parte da população. No entanto, o objetivo da obra é a reestruturação costeira para evitar os eventos mais extremos quando as marés astronômicas de sizígia combinadas com ventos e ciclones extratropicais geram eventos de forte erosão costeira”, explica o prefeito.

A obra de alargamento já avançou mais de 1,2 mil metros  desde o último de 22 de agosto, a secretária de Meio Ambiente de Balneário Camboriú, Maria Heloísa Lenzi, destaca mais detalhes da obra de recuperação.

“Com mais espaço na praia, será possível reconstruir a orla da praia que, em conjunto com a vegetação de restinga que será plantada, vão auxiliar para que estes eventos extremos tenham menor impacto na infraestrutura”, destaca Heloísa.

O avanço médio até aqui, é de 70 metros de praia por dia e a quantidade de areia já trazida pela draga até esta quarta é de aproximadamente 700 mil metros cúbicos.

FOTOS: Veja como estão outras praias alargadas como em Balneário Camboriú

A obra de recuperação da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú é desejada há décadas pela cidade e aumentará a orla, dos atuais 25 metros, em média, para 70 metros. A areia nova chega à praia vinda da draga Galileo Galilei, um moderno equipamento com capacidade de carga de 18 mil metros cúbicos por viagem, operado por uma tripulação especializada de 28 homens a bordo.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...