Após morte na ‘curva da morte’, DNIT afirma que vai sinalizar trecho em Ibirama

Sinalizações vertical e horizontal, e o estudo de um radar fazem parte do planejamento

Após a morte registrada neste domingo no km 111 da BR-470, em Ibirama, no trecho conhecido como ‘curva da morte’ pelos bombeiros, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) informou que o local será sinalizado.

Segundo avisado pela unidade de Rio do Sul, a instalação de placas, para a sinalização vertical, terá início já nesta semana. Os trabalhos também incluem a pintura da estrada, com linhas de estímulo à redução da velocidade. O estudo para a instalação de um radar eletrônico é realizado por técnicos da autarquia.

Só neste ano, nove tombamentos de veículos com carga já foram registrados neste trecho – Foto: Divulgação/PRF/NDSó neste ano, nove tombamentos de veículos com carga já foram registrados neste trecho – Foto: Divulgação/PRF/ND

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de janeiro até domingo (24), 11 acidentes foram registrados no km 111 da BR-470, entre Ibirama e Apiúna. Os acidentes envolvendo tombamento de veículos com cargas representam 80% deste total. Um deles resultou na morte de um rapaz de 34 anos, no fim da tarde deste domingo (24).

Ainda conforme o levantamento da PRF, 14 pessoas ficaram feridas em acidentes registrados neste trecho durante o ano de 2022. Deste total, 11 pessoas ficaram machucadas após carretas tombarem.

Em 2021, foram 22 acidentes na “curva da morte”, com 27 feridos e uma morte. O número deste ano já representa 50% do registrado em todo o ano passado, com o mesmo número de morte.

“Um número preocupante considerando que foi registrado no mesmo local. Enviamos sugestões de melhorias ao órgão responsável”, informou com preocupação o chefe de comunicação da PRF, Adriano Fiamoncini.

Segundo Dnit, trabalhos começariam no sábado

No dia 21 de março, o portal ND+ fez uma matéria sobre os inúmeros acidentes registrados no km 111 e a necessidade de sinalização. O Dnit já havia informado que faria os reparos “nos próximos dias”, o que não havia acontecido até o fim de semana.

Segundo a unidade local, a intenção era que os trabalhos tivessem início no sábado (23), mas a presença de um caminhão tombado impediu as instalações. O planejamento para os serviços desta semana inclui placas de contagem regressiva, entre outras sinalizações, e pintura do pavimento.

Ainda segundo a autarquia, a barreira de concreto será construída após o término da estrutura que está sendo construída na curva sobre o túnel em Rio do Sul, no km 141. A previsão de início é para esta terça-feira (26).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...