Campanha SOS Rodovias lança abaixo-assinado; participe e exija mudanças em SC

Objetivo do Grupo ND e Fiesc é mobilizar população e autoridades por mais investimentos nas estradas do Estado

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) lançam na manhã desta segunda-feira (29), em Florianópolis, um abaixo-assinado virtual, chamado de SOS Rodovias, para mobilizar a sociedade e autoridades por mais investimentos nas rodovias federais catarinenses. O evento reunirá lideranças empresariais, políticas e representantes da sociedade civil.

Esta é mais uma etapa da campanha “SC Não pode Parar”, que se iniciou em julho deste ano e tem apresentado a situação precária das BRs que cortam o Estado, além dos caminhos para avançar na área de infraestrutura de transportes.

BR-101 precisa de melhorias para atender a demanda do trânsito em SC – Foto: Divulgação/NDBR-101 precisa de melhorias para atender a demanda do trânsito em SC – Foto: Divulgação/ND

A campanha tem realizado seminários em várias regiões do Estado: já passou por Chapecó, Navegantes, Rio do Sul e Jaraguá do Sul. Os próximos fóruns ocorrem em Criciúma, no dia 1º de dezembro; e Lages, no dia 13.

O abaixo-assinado, segundo momento da mobilização, será entregue num evento em Brasília para representantes da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), ao ministério da Infraestrutura, à Presidência da República, ao Congresso Nacional e demais agentes públicos.

O Grupo ND e a Fiesc distribuirão totens, com QR Code para assinatura da petição, em paradas nas rodovias federais catarinenses.

“A campanha já é um sucesso. Mas devemos mostrar nossa força para que, de alguma forma, tenhamos condições de mudar essa realidade que temos nas rodovias de Santa Catarina. Temos a responsabilidade de engajar as pessoas a assinar”, disse o presidente executivo do Grupo ND, Marcello Corrêa Petrelli. “Peço o engajamento de todos para termos o maior abaixo assinado do Brasil e levar a Brasília e responsabilizar os representantes federais”, completou.

Para o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, melhorar as condições das rodovias do Estado tornou-se uma causa de Santa Catarina. “E o abaixo-assinado é fundamental porque é a ferramenta que permitirá a participação das pessoas e dará voz ao anseio da população por estradas mais seguras e condizentes com a importância do Estado para o Brasil”, afirmou ele.

“Convidamos a todos para que se engajem nesse movimento. Quanto mais assinaturas tivermos, mais força nossa causa vai ter”, frisou Aguiar.

Aguiar reforçou que, se nada for feito, em breve, o Estado corre o risco de estagnar – por isso, o mote da campanha é SC Não Pode Parar. “Hoje, quem trafega pelas BRs encontra congestionamentos e acidentes a qualquer hora. Com o crescimento da nossa economia, essa situação só vai se agravar. E a saída é uma só: mais investimentos. E eles são urgentes”, declarou.

“O Grupo ND tem hoje a força, as condições de mobilizar a sociedade em favor da necessidade de começar a necessidade da duplicação da BR-101 e melhoria das demais rodovias federais”, pontou o diretor de Conteúdo do Grupo ND, Luís Meneghim.

Diretor de Conteúdo do Grupo ND, Luís Meneghim – Foto: Léo Munhoz/NDDiretor de Conteúdo do Grupo ND, Luís Meneghim – Foto: Léo Munhoz/ND

“BR-101 – SC não pode parar”

No mês de julho passado, o Grupo ND e a Fiesc lançaram a campanha “BR-101 – SC não pode parar”.  Ao longo de um ano, o Grupo ND levará à sociedade informações, por meio de produção de conteúdo na NDTV, jornal ND e no portal ND+, do estudo completo realizado pela Fiesc e o detalhamento das propostas, de curto prazo, para destravar a BR-101.

Assuntos como: investimentos nos contornos de Joinville e Penha até Porto Belo; ampliação e melhoria nas rodovias secundárias e de influência que coíbam a utilização do eixo rodoviário litorâneo pelo tráfego urbano; utilização do sistema de pesagem em movimento, implantação do free flow (sistema de livre passagem sem praças de cobrança e pagamento de pedágio de acordo com a quantidade de quilômetros rodados), entre outros.

A campanha prevê as seguintes etapas: lançamento, campanha de mobilização da sociedade; seminário com as bancadas federal e estadual; campanha de educação e conscientização de trânsito, realização do maior abaixo-assinado digital de Santa Catarina; fóruns, debates e entrevistas e finaliza com um evento em Brasília para entrega do abaixo-assinado e documentos.

+

Infraestrutura

Loading...