‘Chegamos ao limite’: cidade do Vale lança campanha por recuperação total da BR-470

O movimento ganhou força após o deputado Estadual Ismael dos Santos ter o carro guinchado ao ter dois pneus furados em um buraco da rodovia

A prefeitura de Ascurra, no Vale do Itajaí, lançou uma campanha nesta segunda-feira (21) para que o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) possa providenciar a recuperação total da BR-470, no trecho entre Indaial e Ibirama, que não será contemplado com a duplicação da rodovia.

Buracos na rodovia têm causado diversos acidentes – Foto: Reprodução/Redes SociaisBuracos na rodovia têm causado diversos acidentes – Foto: Reprodução/Redes Sociais

O movimento ganhou força após o deputado Estadual Ismael dos Santos ter o carro guinchado após um acidente na BR-470, ainda durante a manhã. O parlamentar cumpria agenda no Alto Vale do Itajaí desde o fim de semana e passava pela Serra São Miguel, em Ibirama, quando teve dois pneus furados em um buraco da rodovia.

A campanha é encabeçada pelo prefeito de Ascurra, Arão Josino (PSD). A cidade do Vale do Itajaí é dividida pela rodovia federal, o que deixa a população ainda mais em risco, segundo prefeito.

“Nós precisamos da recuperação já. Não adianta mais ficar fazendo tapa-buraco. A nossa estrada está em péssimas condições, trazendo risca para a vida das pessoas que trafegam por aqui. Muitos buracos, falta de sinalização e nós estamos cobrando já faz tempo do DNIT”, disse Josino em tom de desabafo.

A expectativa é para que ao longo da semana outras prefeituras da região entrem na campanha. “O que nós queremos é a recuperação imediata da BR-470, principalmente do trecho entre Indaial e Ibirama, que hoje é o trecho mais caótico”, finaliza Josino.

A reportagem do ND+ entrou em contato com a assessoria de comunicação do DNIT e, Santa Catarina, mas até o momento não obteve resposta.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...