Chuva provoca deslizamentos e deixa ruas interditadas em Florianópolis; confira situação

Com 174 mm de chuva em 12 horas na Capital, 50 ocorrências foram registradas; equipes da prefeitura tentam minimizar os danos

A forte chuva que atingiu a Grande Florianópolis neste sábado (19) causou estragos e trouxe consequências ao trânsito. Na Capital choveu 174 mm em 12 horas e várias ruas ficaram completamente alagadas.

Trecho da SC-405, no Sul da Ilha, foi interditado em função de alagamentos – Foto: PMRv/Divulgação/NDTrecho da SC-405, no Sul da Ilha, foi interditado em função de alagamentos – Foto: PMRv/Divulgação/ND

Equipes da prefeitura de Florianópolis estão nas ruas para tentar minimizar os danos. Até a manhã deste domingo (20), foram 50 ocorrências atendidas pela Defesa Civil da cidade e 69 pela Guarda Municipal.

Pontos de alagamento estão sendo drenados por caminhões hidrojatos para que o volume de água seja diminuído. Nesta manhã, vias nos bairros Rio Vermelho, Ingleses, Campeche e na avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, já tiveram a água drenada.

O estado de alerta continua devido à condição de mar agitado e riscos de deslizamentos no Litoral catarinense.

Pontos de alagamentos

Ao longo da madrugada, as equipes realizaram limpeza de vala na rua do Juca, no bairro Tapera, onde houve grande acúmulo de água. O objetivo foi dar mais vazão à água e melhorar a drenagem.

De acordo com agentes da Guarda Municipal de Florianópolis, que fazem o monitoramento das vias, ainda há vários pontos de alagamentos pela cidade, mesmo com a diminuição das chuvas.

A SC-405, no Sul da Ilha, ainda se encontrava em situação crítica na manhã deste domingo. Há pontos de alagamentos na altura do novo elevado do Rio Tavares e também sobre a ponte que dá acesso aos bairros Campeche, Ribeirão da Ilha, Pântano do Sul e Lagoa da Conceição.

Trecho da SC-405, no Sul da Ilha, foi interditado por conta de alagamentos – Vídeo: PMRv/Divulgação/ND

Às 11h, a rodovia permanecia interditada em função de uma grande poça de água próximo ao km 2.800, em frente ao Posto Galo.

A estrada geral da Vargem Grande, via de ligação com o bairro Rio Vermelho, permanece totalmente interditada após o asfalto ceder pelo alto volume de água. Segundo a Guarda Municipal, o trecho foi avaliado pela Defesa Civil da cidade, que orientou a permanência do bloqueio em função do risco de desmoronamento.

A Guarda orienta que os motoristas acessem o bairro Rio Vermelho pela rua João Gualberto, nos Ingleses.

Asfalto cedeu na estrada geral da Vargem Grande – Vídeo: GMF/Divulgação/ND

Até a manhã deste domingo, os alagamentos permanecem na Servidão Beira-Rio, no Rio Vermelho, e na Servidão Hercílio Gonçalves Pereira, no Rio Tavares. Em ambos os locais, o trânsito continua interrompido.

Bairros atingidos

No total, a Defesa Civil municipal realizou quatro interdições (Rio Tavares, Parque São Jorge, Costeira e Lagoa da Conceição).

Danos causados pelas chuvas foram registrados nos bairros Vargem Grande, Ingleses, Rio Vermelho, Rio Tavares, Jurerê, Itacorubi, Estreito, Morro da Cruz, Barra da Lagoa, Córrego Grande, Centro, Tapera, Armação e Pântano do Sul. Todos os locais estão com acompanhamento das equipes da prefeitura.

Servidão Hercílio Gonçalves Pereira, no Rio Tavares – Vídeo: GMF/Divulgação/ND

Foram registradas cinco quedas de muros no Parque São Jorge e nos bairros Lagoa da Conceição, Tapera e Cachoeira do Bom Jesus. Houve, ainda, três deslizamentos nos bairros Pantanal, Costeira e Lagoa da Conceição. Segundo a prefeitura, ninguém ficou ferido. 

Abrigo de pessoas

A Secretaria de Assistência Social de Florianópolis abrigou 71 pessoas em situação de rua, sendo 40 na Passarela da Cidadania e 31 em hotéis. O hotel credenciado disponibiliza de 90 vagas emergenciais.

Um abrigo emergencial provisório foi montado pela prefeitura no bairro Rio Tavares. O abrigo, que fica na Associação de Moradores do bairro, tem vagas para até 20 famílias.

No entanto, até a manhã deste domingo, nenhuma família chegou a usar a estrutura. Três famílias foram levadas para hotéis também pela assistência na última noite. Nesta manhã, apenas uma permanece, duas já retornaram para casa.

A Defesa Civil entregou 15 lonas para famílias com casas atingidas. A Fundação Somar disponibiliza kits de higiene e limpeza, colchões e cobertores para atingidos por alagamentos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...