Ciclone em SC já causou destelhamentos, deslizamentos e deixou 117 mil casas sem luz

Defesa Civil emitiu novo alerta relacionado à força dos ventos, ao mar agitado e ao risco de temporais no Estado neste sábado (27)

O ciclone extratropical que trouxe temporais para Santa Catarina nesta quinta-feira (25) provocou destelhamentos, alagamentos, deslizamentos e deixou 117 mil casas sem luz. O balanço dos estragos foi publicado pela Defesa Civil nesta sexta (26).

Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, está entre os municípios que mais teve estragos provocados pelo temporal da noite desta quinta-feira (25). – Foto: Defesa Civil/Divilgação/NDXanxerê, no Oeste de Santa Catarina, está entre os municípios que mais teve estragos provocados pelo temporal da noite desta quinta-feira (25). – Foto: Defesa Civil/Divilgação/ND

O sistema começou na forma de temporais isolados, mas entre o final da tarde e início da noite desta quinta avançou em todo o Oeste em forma de linha. Por causa dessa configuração foram registrados ventos acima de 60km/h em toda a região.

O município de Xanxerê, no Oeste, está entre os municípios que contabilizou estragos provocados pelo temporal. Em algumas localidades do interior, a Defesa Civil sequer conseguiu acesso devido às árvores caídas sobre a rede elétrica e a via.

Em algumas localidades do interior, a Defesa Civil sequer conseguiu acessar devido às árvores caídas sobre a rede elétrica e sobre a via. - Defesa Civil/Divilgação/ND
1 12
Em algumas localidades do interior, a Defesa Civil sequer conseguiu acessar devido às árvores caídas sobre a rede elétrica e sobre a via. - Defesa Civil/Divilgação/ND
Segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Ronaldo Luzzi, a Defesa Civil está aguardando a DCELT (Distribuidora Catarinense de Energia Elétrica) fazer a liberação da rede elétrica para avaliar os danos causados. - Defesa Civil/Divilgação/ND
2 12
Segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Ronaldo Luzzi, a Defesa Civil está aguardando a DCELT (Distribuidora Catarinense de Energia Elétrica) fazer a liberação da rede elétrica para avaliar os danos causados. - Defesa Civil/Divilgação/ND
Foram registrados estragos nas linhas Cambuinzal e Invernadinha, loteamento Lirio Tronco, onde há registro de residências destelhadas, além de diversos bairros do município e ao longo da BR-282, SC-155 e SC-350. - Defesa Civil/Divilgação/ND
3 12
Foram registrados estragos nas linhas Cambuinzal e Invernadinha, loteamento Lirio Tronco, onde há registro de residências destelhadas, além de diversos bairros do município e ao longo da BR-282, SC-155 e SC-350. - Defesa Civil/Divilgação/ND
Diversas ocorrências de queda de árvores foram atendidas - Defesa Civil/Divilgação/ND
4 12
Diversas ocorrências de queda de árvores foram atendidas - Defesa Civil/Divilgação/ND
Interior do município foi o mais atingido - Defesa Civil/Divilgação/ND
5 12
Interior do município foi o mais atingido - Defesa Civil/Divilgação/ND
Fotos feitas pela Defesa Civil mostram os estragos - Defesa Civil/Divilgação/ND
6 12
Fotos feitas pela Defesa Civil mostram os estragos - Defesa Civil/Divilgação/ND
A Defesa Civil Estadual esteve com a Defesa Civil Municipal na noite desta quinta-feira e está avaliando os danos causados pelo temporal - Defesa Civil/Divilgação/ND
7 12
A Defesa Civil Estadual esteve com a Defesa Civil Municipal na noite desta quinta-feira e está avaliando os danos causados pelo temporal - Defesa Civil/Divilgação/ND
Um boletim deve ser emitido nesta sexta-feira (26). - Defesa Civil/Divilgação/ND
8 12
Um boletim deve ser emitido nesta sexta-feira (26). - Defesa Civil/Divilgação/ND
Diversas quedas de árvores foram registradas - Defesa Civil/Divilgação/ND
9 12
Diversas quedas de árvores foram registradas - Defesa Civil/Divilgação/ND
Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, está entre os municípios que mais teve estragos provocados pelo temporal da noite desta quinta-feira (25). - Defesa Civil/Divilgação/ND
10 12
Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, está entre os municípios que mais teve estragos provocados pelo temporal da noite desta quinta-feira (25). - Defesa Civil/Divilgação/ND
Casas foram atingidas - Defesa Civil/Divilgação/ND
11 12
Casas foram atingidas - Defesa Civil/Divilgação/ND
Há informação também de uma árvore caída sobre uma escola da rede municipal - Defesa Civil/Divilgação/ND
12 12
Há informação também de uma árvore caída sobre uma escola da rede municipal - Defesa Civil/Divilgação/ND

Veja onde foram registradas as maiores rajadas de vento

Bom Jardim da Serra: 95,8 km/h

Xanxerê: 87,1 km/h

Chapecó: 86,1 km/h

Urupema: 79,4 km/h

Joaçaba: 77,4 km/h

Ponte Serrada: 76,6 km/h

São Miguel do Oeste: 70,9 km/h

Campo Belo do Sul: 69,3 km/h

Campos Novos: 66,6 km/h

Imbituba: 66 km/h

Caibi: 64,7 km/h

Concórdia: 60,8 km/h

Tangará: 60 km/h

Caçador: 54 km/h

Alertas para as próximas horas

A Defesa Civil emitiu três alertas na manhã desta sexta. O primeiro é sobre a chance de mar agitado e ressaca entre a Grande Florianópolis e o Litoral Sul, que vale até às 23h59 de sábado (27).

As ondas de direção Nordeste, passando para Sudoeste/Sul, chegam a uma altura de 2 a 3 metros nessas regiões. Nas demais áreas litorâneas, as ondas devem atingir 1,5 metros, com picos de 2 metros. O risco é moderado para ocorrências relacionadas à agitação do mar.

O segundo é em relação às rajadas de vento de moderada intensidade provocadas ainda pelo ciclone, entre meio-dia de sexta e a noite de sábado. Em grande parte do Estado os ventos podem chegar a 70 km/h, com exceção do Extremo-Oeste e parte do Oeste.

Já o risco de temporais é o terceiro alerta dado pelo órgão estadual. Entre o Litoral Norte e o Baixo Vale do Itajaí, as chuvas fortes podem ocorrer até as 18h deste sábado. O risco é moderado nas áreas em amarelo do mapa e baixo nas áreas em verde no mapa a seguir.

Alerta para temporais entre o Litoral Norte e o Baixo Vale do Itajaí – Foto: Defesa Civil/Divulgação/NDAlerta para temporais entre o Litoral Norte e o Baixo Vale do Itajaí – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND
+

Infraestrutura

Loading...