Sabrina Aguiar

sabrina.aguiar@ndtv.com.br Coluna sobre os assuntos de Joinville e região. A economia, segurança pública, política e todos outros fatos por quem vive e pensa sobre as cidades.


Cidade do Norte Catarinense está entre as que mais sofre com queda de energia

Motivo é a vegetação na rede, principal causa da falta de energia elétrica em Santa Catarina

Sim, os furtos de cabos e fios de energia elétrica afetam e preocupam muitas unidades consumidoras de Santa Catarina. Mas ainda não chegam a outro índice no estado: a forte presença de áreas de reflorestamento de eucaliptos e pinus.

Os perigos e danos provocados pela vegetação na rede elétrica são motivo de alerta, pois é a principal causa das interrupções de energia no território catarinense, em torno de 14,7% das quedas no fornecimento registradas em 2021 foram motivadas por esse tipo de acidente.

Serviço precisa sempre ser feito com segurança. – Foto: DivulgaçãoServiço precisa sempre ser feito com segurança. – Foto: Divulgação

Mas do planalto norte, na unidade São Bento do Sul o índice é bem maior, 29,6%, o que coloca a cidade entre as que mais teve interrupções de energia provocadas por vegetação em 2021, ficando atrás apenas de Concórdia, no oeste catarinense (35,65%).

Para tentar diminuir, o trabalho tem sido de conscientização da comunidade e poda e roçada nas áreas de concessão da Celesc. Em 2021 cerca de R$ 20,3 milhões foram para essa ação por parte da estatal.

Em áreas particulares, o plantio e a manutenção de árvores em distância segura da rede elétrica – que são 15 metros de cada lado da rede elétrica, no caso de árvores de grande porte  –  são soluções simples que podem ser adotadas pela população de forma preventiva.

Na Unidade São Bento do Sul, o gerente Carlos Alberto Becker Júnior explica que a limpeza tem sido intensificada, além de vistorias nos trechos onde há maior incidência.

Outras unidades da região norte também apresentam índice acima da média estadual: Mafra, no planalto norte catarinense (21,1%), Jaraguá do Sul (17,3%).

A poda e roçada das áreas públicas dentro das faixas de segurança (15 metros de cada lado) são responsabilidades da Celesc. O destino correto do material cortado é de responsabilidade das administrações municipais. Já a poda de vegetação em área particular é dever do proprietário. O serviço deve ser realizado por pessoa habilitada e equipada de forma segura.

Se houver interrupção no fornecimento de energia motivado por vegetação em propriedade particular, o acesso da distribuidora ao local é permitido, mesmo sem prévio aviso ou anuência do proprietário.

O proprietário também deve pedir auxílio à Celesc pelo telefone 08000 48 0196.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...