Com alta de mortes por Covid-19, Florianópolis tem menos de 110 túmulos públicos livres

Foram 99 sepultamentos, entre perpétuos e públicos, nos últimos 15 dias. Susp quer licitar mais 300 gavetas e 500 cremações

Florianópolis ocupa a segunda posição na triste estatística do número de mortes pela pandemia da Covid-19 em Santa Catarina, atrás somente de Joinville. Dos 8.277 óbitos no Estado, 558 foram na Capital catarinense. O elevado número de vítimas alerta para um outro problema: a falta de vagas nos 12 cemitérios públicos da cidade.

Atualmente, Florianópolis tem menos de 110 sepulturas públicas livres. Todas estão no Cemitério São Cristóvão, bairro Capoeiras, o único na área continental do município. Segundo o superintendente da Susp (Superintendência de Serviços Públicos), Márcio Luiz Alves, a Capital chegou a ficar sem vagas há 20 dias.

Movimento no Cemitério do Itacorubi no dia de Finados em 2020Cemitério do Itacorubi tem sepulturas até nos corredores – Foto: Leo Munhoz/Especial para o ND

Com hospitais superlotados e 419 pessoas à espera por um leito de UTI, a Dive (Diretoria de Vigilância Sanitária) solicitou um levantamento sobre as condições dos cemitérios e necrotérios de hospitais em todo o Estado. O pedido de urgência pede o retorno das informações pelos municípios até o dia 22 de março.

“Sem sepulturas livres, realizamos uma análise preliminar no cemitério do Continente e disponibilizamos mais 120 vagas, de túmulos públicos que já estavam ocupados a mais de quatro anos, do total de 4.997 sepulturas (perpétuas e públicas) no Continente. Tudo é encaminhado ao ossário, conforme a legislação. Desses túmulos já usamos 10. Só na terça foram seis sepultamentos”, explicou.

Para atender a demanda crescente, o superintendente disse que realiza a mesma análise em todos os outros cemitérios e que deve licitar mais 300 gavetas para o Cemitério São Francisco de Assis, no bairro Itacorubi. Ele também vai sugerir ao prefeito Gean Loureiro a licitação de 500 cremações, para que as pessoas atendidas pela assistência social tenham mais essa opção.

Falta de sistema informatizado

O gestor público informa que não há como prever a falta de vagas em curto espaço de tempo. Isso porque parte das vítimas são sepultadas em jazigos perpétuos, parte é cremada e ainda têm aqueles que voltam à cidade de origem. Apesar disso, foram 99 sepultamentos, entre perpétuos e públicos, nos últimos 15 dias.

“Hoje, a família que tem um túmulo perpétuo não paga mais nada. Vamos sugerir ao prefeito que baixe uma portaria proibindo a venda dos túmulos perpétuos e que se estabeleça uma taxa de manutenção para os mesmos”, revelou Márcio.

Outro problema é a falta de um sistema informatizado para controlar os jazigos nos 12 cemitérios. Ele também quer lançar uma licitação para contratar uma empresa que faça essa gestão. Em função disso, não há informação precisa sobre o total de túmulos em cemitérios de Florianópolis.

O único cemitério privado na Capital é o Cemitério Parque e Crematório Jardim da Paz. Segundo a administração, o movimento cresceu 5% nas últimas semanas. Mesmo assim, são quase 2 mil jazigos perpétuos e cremações, com valores entre 2,4 mil e 6,5 mil.

Os 12 cemitérios públicos de Florianópolis

  • Itacorubi, Cemitério Municipal São Francisco de Assis;
  • Santo Antônio de Lisboa, Cemitério Municipal de Santo Antônio de Lisboa;
  • Campeche, Cemitério Municipal do Campeche;
  • Capoeiras, Cemitério Municipal São Cristóvão;
  • Canasvieiras, Cemitério Municipal de Canajurê;
  • Ratones, Cemitério Municipal de Ratones;
  • Rio Vermelho, Cemitério Municipal do Rio Vermelho;
  • Lagoa da Conceição, Cemitério Municipal da Lagoa da Conceição;
  • Ribeirão da Ilha, Cemitério Municipal do Ribeirão da Ilha;
  • Armação, Cemitério Municipal da Armação;
  • Pântano do Sul, Cemitério Municipal do Pântano do Sul;
  • Ingleses, Cemitério Municipal dos Ingleses.

Cidades com mais mortes pela Covid-19 em SC

  • Joinville – 773 vítimas;
  • Florianópolis – 558 vítimas;
  • Chapecó – 376 vítimas;
  • Itajaí – 373 vítimas;
  • Blumenau – 352 vítimas;
  • São José – 293 vítimas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Infraestrutura