Concessão da BR-101 Sul é publicada no Diário Oficial e contrato será assinado na segunda

Empresa vencedora terá 13 meses para implantar as quatro praças de pedágio entre Paulo Lopes e Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul

Foi publicado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) no DOU (Diário Oficial da União), nesta quinta-feira (2), o ato de outorga da rodovia BR-101, em Santa Catarina. O trecho concedido é de 220 quilômetros, entre os municípios de Paulo Lopes e Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul.

Pedágio no trecho Sul da BR-101 deve ter quatro pontos de cobrança num espaço de 152 quilômetros – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND

Serão quatro praças de pedágio instaladas no local adquirido pela Concessionária Catarinense Rodovias S/A. A licitação, vencida no início do ano pela empresa, prevê um contrato de 30 anos – que pode ser prorrogado por mais tempo – em um investimento superior a R$7 bilhões.

Leia também

A assinatura do contrato também foi publicada em um segundo ato, agendado para a próxima segunda-feira (6). A empresa vencedora terá um período de 13 meses, válido a partir da assinatura do contrato, para realizar as obras.

O edital prevê, dentre as soluções para o fluxo, novas vias marginais, novas faixas adicionais, melhorias de acessos, adequações de faixas de aceleração/desaceleração, pontos de ônibus, canalizações de tráfego e implantação de passarelas.

O custo estimado é de R$1,97 e as praças serão construídas, a princípio, nos municípios de Laguna (Km 298), Tubarão (Km 346), Araranguá (Km 408) e São João do Sul (Km 460).

Assinatura passou por alguns adiamentos

Em função da pandemia do novo coronavírus, que acomete todo o planeta, a assinatura do contrato precisou passar por alguns adiamentos. Foram, pelo menos, duas vezes, a pedido da empresa vencedora. A estimativa é que, com o contrato assinado, as cancelas comecem a funcionar na metade de 2021.

+

Infraestrutura