Moacir Pereira

moacir.pereira@ndmais.com.br Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Contorno da BR-101: Situação das obras é considerada grave

Rescisão do contrato da Camargo Correa com a Arteris deixa dúvidas sobre conclusão do Contorno

Reunião emergencial convocada para hoje, em Brasilia, pelos diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestes(ANTT) com os dirigentes da Arteris, concessionária da BR-101 norte e responsável pelas obras do Contorno Viário da Grande Florianópolis, é mais um indicativo de que o momento é grave.

O fato novo foi provocado pela rescisão do contrato entre a Arteris e a construtora Camargo Correa, resultando em indefinições, mistérios e até suspeita de novos atrasos.

A Arteris está inadimplente com o Contorno há mais de 10 anos. E desde que foi noticiada a rescisão contratual da Camargo Correa, prevalece um misto de desinformação e silêncio da concessionária. E mesmo atrasando uma década, nunca recebeu sequer uma multa da ANTT

Maior fiscal e principal cobrador do Contorno, pela importância econômica e social e sua relevância na mobilidade da região metropolitana, o senador Esperidião Amin já identificou cinco eventos que ameaçam o último prazo fixado pela Arteris: conclusão em dezembro de 2023.

Em primeiro lugar, porque no trabalho de fiscalização que o parlamentar vem realizado há algum tempo, com relatórios mensais sobre a execução da obra, até dezembro do próximo ano estão previstos 47 eventos. O problema é que 13 destas intervenções tem data para conclusão em dezembro de 2023. Quer dizer: aos 45 minutos do segundo tempo.

Pelo relatório do senador Esperidião Amin, apresentado na última reunião do Comdes- Conselho Metropolitano de Desenvolvimento da Grande Florianópolis, só a rescisão contratual da Camargo Correa deixa suspensas cinco obras:  1. O túnel duplo 2;  2.  O túnel duplo 3;  Serviços de terraplanagem de 10 km no trecho sul;  4. Complexo viário na interseção do Contorno com a BR-282, em Maruim;  5. Trombeta, interseção do Contorno com a BR-101 na Palhoça.

Procedente alerta  no SOS do senador Amin: falta mobilização das autoridades e da sociedade civil catarinense. Além disso, o Estado perdeu o poder de barganha. E a empresa inadimplente nada sofre!

*

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...