Karina Manarin

Com foco em notícias de política, o blog traz todos os dias também as informações do cotidiano e que interferem diretamente na vida das pessoas de todo o Sul Catarinense.


Deputados lamentam falta de investimentos do Governo de Jair Bolsonaro em SC

Durante sessão desta terça-feira da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, deputados  criticaram o  Governo de Jair Bolsonaro.

Durante sessão desta terça-feira da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, deputados  criticaram o  Governo de Jair Bolsonaro. Isso porque, estava em pauta a avaliação do veto aos projetos de lei que permitem o uso de verbas estaduais em obras de rodovias estaduais em território catarinense.  A autorização de crédito na ordem de R$ 750 milhões é para as rodovias BRs 470, 163 e 282.

Plenário da Assembleia Legislativa de SC – Foto: Agência Alesc/Solon SoaresPlenário da Assembleia Legislativa de SC – Foto: Agência Alesc/Solon Soares

Na avaliação dos deputados, o atual governo está repetindo o que outros já fizeram: não dar atenção a Santa Catarina. O líder do Governo de Carlos Moisés, José Milton Scheffer, do PP, lembrou inclusive que Bolsonaro levou 76% dos votos em Santa Catarina e lamentou a falta de investimentos e o corte de verbas federais para as rodovias. “Santa Catarina deu mais de 76% dos seus votos para o presidente Bolsonaro. Esperamos ao menos receber o valor de R$ 2 bilhões que está sendo repassado ao Rio Grande do Sul”, argumentou.

De acordo com o deputado Moacir Sopelsa, do MDB, todos os últimos presidentes eleitos, desde Fernando Collor de Mello, “saíram carregados de votos” do estado. “E, no entanto, todos trataram Santa Catarina como terceira ou quarta opção”, lembrou.

O deputado Milton Hobus, do PSD, relator das duas mensagens de veto, lembrou que, em 2008, a então presidente Dilma Roussef, do PT, veio ao estado e disse que até 2010 duplicaria a BR-470. “Em 2013, ela voltou e nos enganou de novo. Infelizmente, Santa Catarina deu crédito de novo para um novo governo que retirou recursos.”, avaliou.

As matérias, que alteram a programação físico-financeira do Plano Plurianual para o quadriênio 2020-2023 e que autorizam o crédito  para as obras das BRs 470, 163 e 282, haviam sido vetadas pela governadora em exercício Daniela Reinehr (sem partido). O fato ocorreu quando ela substituía o governador Carlos Moisés, do PSL, durante seu afastamento do governo em razão de processo de impeachment. O assunto agora será novamente discutido no plenário.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.