Equipamento inspirado em inseto é instalado em trecho ‘mortal’ da BR-376

Equipamento, denominado pirilampo, foi distribuído na Serra do Mar, na BR-376, com destino a Santa Catarina, e visa alertar motoristas sobre eventuais problemas

Usuários da BR-376, no Paraná e com destino a Santa Catarina terão uma nova ferramenta para auxiliar frente aos perigos da Serra do Mar. Considerado um dos trechos mais perigosos do modal viário do País, o espaço passa a contar com um sistema de tecnologia e segurança para alerta em caso de trânsito interrompido.

Foram instalados 11 semáforos nos postes de monitoramento da rodovia denominados ‘Pirilampos’. Os equipamentos estarão distribuídos entre Tijucas do Sul (km 659) e Guaratuba (km 668).

Os dispositivos serão acionados em caso de bloqueio na rodovia, com interrupção do tráfego por acidente ou qualquer outro motivo.

Equipamentos instalados na BR-376 vão ajudar no controle e atenção ao tráfego - Arteris Litoral Sul/divulgação
1 4
Equipamentos instalados na BR-376 vão ajudar no controle e atenção ao tráfego - Arteris Litoral Sul/divulgação
Pirilampos vão revelar aos motoristas eventuais problemas no trecho - Arteris Litoral Sul/divulgação
2 4
Pirilampos vão revelar aos motoristas eventuais problemas no trecho - Arteris Litoral Sul/divulgação
Equipamento visa alertar os motoristas sobre eventuais problemas - Arteris/divulgação
3 4
Equipamento visa alertar os motoristas sobre eventuais problemas - Arteris/divulgação
Equipamentos visam alertar usuários e evitar possíveis acidentes
4 4
Equipamentos visam alertar usuários e evitar possíveis acidentes "imprevistos" - Arteris/divulgação

O acionamento é controlado a partir do setor de Controle Operacional, localizado em São José  dos Pinhais. Sempre que os operadores observarem trânsito parado – os semáforos serão acionados, para advertir os usuários.

Na prática, a mensagem para o motorista é simples. Sempre que ele observar o semáforo na cor âmbar piscando – ele deve redobrar a atenção e se preparar para reduzir a velocidade, porque o trânsito estará parado à frente.

O projeto desenvolvido pela concessionária recebeu o nome de Pirilampo – uma referência para o inseto similar ao vagalume, por conta da luz piscante.

No total, aproximadamente R$ 115 mil foram investidos pela concessionária nesta implantação. Os resultados da iniciativa serão monitorados e há possibilidade de expansão do sistema para demais trechos administrados.

Trecho perigoso

Considerado de auto risco por usuários, autoridades e especialistas, o trecho da Serra do Mar, que liga os estados do Paraná e de Santa Catarina é apontado por características adversas que vão desde o trecho sinuoso, ao clima que geralmente é úmido, além do intenso fluxo de veículos já que é um corredor do Mercosul e importante rota do turismo.

Para se ter uma ideia, lá no início da década, o espaço chegou a contabilizar até dois acidentes por dia.

Atualmente o cenário é diferente, sobretudo, pelos sistemas implantados no local e aqui estão inclusas as chamadas Áreas de Escape que, quase diariamente, impedem que caminhões desçam a serra desgovernados por problemas nos freios.

Os semáforos instalados

km 659,9 sul (lado direito)

km 661,1 sul (ladro direito)

km 663,6 sul (lado direito)

km 664,2 sul (lado esquerdo)

km 665,0 sul (lado esquerdo)

km 665,3 sul (lado esquerdo)

km 665,7 sul (lado esquerdo)

km 666,1 sul (lado direito)

km 667,1 sul (lado direito)

km 667,6 sul (lado esquerdo)

km 668,3 sul (lado direito)

+

Infraestrutura

Loading...