Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Exemplo de desperdício de dinheiro do contribuinte no Mercado Público de Florianópolis

Inaugurado há quase seis anos, teto retrátil funcionou pouco tempo e cidadão agora arca com custos de conserto e novo projeto

O caso do teto retrátil do Mercado Público de Florianópolis é emblemático de como o dinheiro público pode ir pelo ralo por conta de processos mal conduzidos, projetos frágeis e falha na fiscalização.

Entregue em junho de 2016, ao custo de R$ 4,2 milhões, o teto automatizado funcionou pouco tempo e ficou às moscas, resultado da inoperância.

Teto retrátil do Mercado Público de Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/NDTeto retrátil do Mercado Público de Florianópolis – Foto: Leo Munhoz/ND

Resumo da ópera: além de não receber o que anunciado, o contribuinte vai ter que pagar pelos reparos necessários e, depois, novamente pela instalação de outro equipamento – projeto da Secretaria de Turismo para deixar a cobertura mais adequada à arquitetura do espaço.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...