Florianópolis anuncia construção de molhe em praia do Sul da Ilha

Praia se junta à Jurerê Tradicional e Ingleses, que também receberão obras para expandir faixa de areia

A praia da Armação, no bairro Armação do Pântano do Sul, em Florianópolis, terá a construção de um molhe, segundo a Prefeitura da Capital. Com isso, a projeção é que haja um ‘engordamento’ natural da faixa de areia da região.

O projeto se junta aos desenvolvidos para as praia de Jurerê Tradicional e Ingleses, no Norte da Capital catarinense, apesar de que estas deverão ter um alargamento da faixa de areia, de fato. As três obras têm previsão de entrega marcada para novembro de 2022.

Praia da Armação deve contar com construção de molhe até novembro de 2022 – Foto: Flavio Tin/Arquivo/NDPraia da Armação deve contar com construção de molhe até novembro de 2022 – Foto: Flavio Tin/Arquivo/ND

Segundo o secretário de Infraestrutura, Valter Gallina, as ondas do mar terão papel essencial no projeto. “Na praia da Armação não será engordamento de faixa de areia. Será construído um molhe, onde as ondas baterão e haverá o engordamento de forma natural com o passar dos anos”.

Inicialmente, o projeto teria valores considerados muito altos pelas autoridades políticas. No entanto, uma nova negociação possibilitou um planejamento mais em conta.

“O projeto do engordamento da praia da Armação foi feito pelo governo passado e custaria mais de R$ 100 milhões, portanto, inexequível”, lembra Gallina. Agora, o projeto da praia da Armação gira na casa dos R$ 10 milhões.

“Também na Armação está previsto o desassoreamento do Rio Sangradouro. Esperamos receber o projeto até o mês de novembro para enviar ao IMA (Instituo do Meio Ambiente) junto com o EAS (Estudo Ambiental)”. A expectativa é que todas as licenças ambientais estejam disponíveis até março do próximo ano.

Moradores aguardam reunião

Para a presidente do Conselho Comunitário Armação Unida, Margarete Martins, o momento é de cautela para opinar sobre o projeto, tendo em vista a reunião solicitada pela presidente junto ao secretário Gallina.

“Vou falar neste assunto depois da reunião com o secretário da infraestrutura. Pedi para marcar, mas não sei quando [será a reunião]. Mandei um ofício pedindo, estou no aguardo”.

A princípio, a porta-voz não irá levar questionamentos às autoridades, buscando, primeiro, conversar e entender o projeto. “Quero ver primeiro, para depois trazer para a comunidade e ver com eles. Não tem nada ainda, não conhecemos o projeto, não podemos questionar nada. Depois, sim, vamos ver”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...