Gaspar intensifica abordagem social nestes dias de frio intenso no município

A prefeitura municipal reforça as equipes, instrumentos e ações da Defesa Civil local voltadas não apenas ao atendimento da população, mas também à maior eficácia na prevenção de desastres

Esta quarta-feira (30) foi mais um dia com madrugada gelada e neve em Santa Catarina, com registro de -4°C  em Bom Jardim da Serra e Urupema. As temperaturas mínimas negativas e próximas de 0ºC se concentraram principalmente no interior do Estado. No vale do Itajaí, as mínimas variaram entre 1,6°C em Imbuia e 7,2°C em Indaial, segundo informações do Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina).

Abordagens são realizadas pela equipe da Secretaria de Assistência Social, com apoio da Defesa Civil. – Foto: Andre Darós/PMG/Divulgação/NDAbordagens são realizadas pela equipe da Secretaria de Assistência Social, com apoio da Defesa Civil. – Foto: Andre Darós/PMG/Divulgação/ND

Em Gaspar, na madrugada de terça-feira (29) a temperatura mínima foi de 4°C, com sensação térmica de 1°C. Já na madrugada desta quarta (30) a temperatura mínima chegou a 5°C.  A previsão ainda é de frio e geada nos próximos dias no Estado, especialmente para o Planalto e Meio-Oeste, informa o Ciram. Para enfrentar esses dias frios, a Prefeitura de Gaspar intensificou, neste mês de junho, a abordagem social durante as noites de frio intenso.

Na cidade coração doVvale, as abordagens são realizadas pela equipe da Secretaria de Assistência Social e com apoio da Defesa Civil. Apenas na madrugada de terça para esta quarta-feira (30), dez pessoas foram atendidas pelas equipes do município e cinco encaminhadas para o abrigo municipal, segundo Ana Janaína De Medeiros, superintendente da Defesa Civil de Gaspar. O órgão presta apoio às abordagens, esse serviço é reforçado sempre que há períodos de frio intenso na cidade.

As equipes distribuem marmitas, cobertores, bebidas quentes, máscaras para Covid-19 e realizam os encaminhamentos para a equipe do Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social). “Durante a abordagem as pessoas que desejam são levadas para o atendimento social ou conduzidas para atendimento médico quando há essa necessidade. Também são repassadas informações sobre os cuidados em transitar pelas ruas e avenidas”, afirma.

O secretário de Assistência Social, Salésio Conceição, destaca a necessidade do trabalho no município. “Queremos atender e identificar os casos de risco pessoal e social das ruas de Gaspar. É fundamental garantir o acesso a direitos básicos, além de oferecer uma atenção às necessidades mais imediatas das pessoas que estão passando por alguma vulnerabilidade”, explica.

A abordagem social conta com uma equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais, psicólogos, educadores sociais, além de agentes da Defesa Civil, que atuam identificando as demandas que possibilitam as pessoas em situação de rua uma reinserção familiar e social.

Recomendações e cuidados com o frio

Durante o período de frio intenso, a Defesa Civil municipal recomenda atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias.

Em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) também é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. “Esses cuidados são essenciais na prevenção destas doenças, crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas”, alerta Ana Janaína.

A Defesa Civil também adverte aos agricultores para a tomada de medidas preventivas com a geada. Nas rodovias, o alerta é para o tráfego em áreas serranas, porque há risco de gelo na pista. Evite acelerar e desacelerar bruscamente mantenha uma distância segura do carro a sua frente e tente antecipar a necessidade de parar o carro para evitar usar os freios.

A Prefeitura de Gaspar contratou, em 2019, o estudo de cotas de enchentes, do Centro de Operação do Sistema de Alerta da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí-Açu – Ceops da Universidade Regional de Blumenau – FURB. – Foto: PMG/Divulgação/NDA Prefeitura de Gaspar contratou, em 2019, o estudo de cotas de enchentes, do Centro de Operação do Sistema de Alerta da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí-Açu – Ceops da Universidade Regional de Blumenau – FURB. – Foto: PMG/Divulgação/ND

Mais um canal de comunicação com a comunidade

 Nesta semana, o ciclone Raoni também influenciou o tempo no Estado e favoreceu a chuva e as baixas temperaturas. Neste período de chuva mais intensa, a Prefeitura de Gaspar lembra que a população pode contar com o aplicativo Alerta Gaspar, que conta com informações sobre a previsão do tempo, registros de chuva em tempo real, notificações sobre chuvas fortes. O aplicativo está disponível para download gratuito para dispositivos móveis.

O Alerta Gaspar usa informações do GPS para informar aos usuários sobre cotas de enchentes do ponto onde a pessoa se encontra, além disso, é possível pesquisar qualquer endereço do município para descobrir a informação. Ao ativar as notificações do aplicativo, o usuário também recebe os alertas da Defesa Civil com dados e informações específicos da região.

De acordo com a superintendente, Ana Janaína Medeiros de Souza, o sistema é intuitivo e de fácil navegação. “Conseguimos colocar praticamente todas as informações necessárias da Defesa Civil no aplicativo, facilitando e simplificando a vida das pessoas. A tecnologia é uma aliada e deve ser bem utilizada, principalmente em momentos como chuvas intensas, onde às vezes temos apenas o celular à disposição”, conta.

Em situações críticas, as pessoas podem se informar através do Alerta Gaspar e, desta maneira, evitar pontos com problemas, diminuindo o número de acidentes e desastres na cidade. Também serão disponibilizadas localizações com pontos de abrigo e áreas de evacuação.

Além de possibilitar esse avanço de comunicação entre o poder público e a comunidade, o aplicativo foi desenvolvido para que possa ser constantemente melhorado, adaptado às mudanças e interesses dos usuários.

Aplicativo Alerta Gaspar funciona de forma similar ao site com alertas em tempo real e consulta de cotas – Foto: Elisiane Roden/PMG/Divulgação/NDAplicativo Alerta Gaspar funciona de forma similar ao site com alertas em tempo real e consulta de cotas – Foto: Elisiane Roden/PMG/Divulgação/ND

Confira como baixar o aplicativo:

Acesse o AppStore, disponível na tela inicial do seu celular;

Na barra de busca, digite “Alerta Gaspar”;

Clique na primeira opção e aperte em “instalar”.

Baixar app usuário Apple

Baixar o app usuário Android

Desde 2017 Gaspar conta com uma equipe multidisciplinar com assistente social, geólogo, engenheiro e um grande grupo de voluntários para atuar na prevenção de desastres e atendimento da população na Defesa Civil. “Ao longo dos últimos anos realizamos muitas ações e tivemos conquistas como o estudo de cota de enchente, site para divulgar informações, aplicativo para melhorar a comunicação com a comunidade, projetos nas escolas, entre outros. Hoje a Defesa Civil ainda presta apoio imprescindível no combate à pandemia e na abordagem social”, destaca o prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall.

Voluntários auxiliam com a medição de chuvas em Gaspar

Todos os dias, voluntários da Defesa Civil de Gaspar também  observam o nível de chuva no município. O órgão recebe informações de uma rede de voluntários que possuem pluviômetros instalados nas suas propriedades.

A observadora Ofélia Maria Campigotto, moradora do Bairro Gaspar Grande, é uma dessas pessoas. Ofélia se divide entre o trabalho de piscicultora e a leitura do pluviômetro. A iniciativa de se tornar voluntária começou por conta do trabalho. “Como atuamos e trabalhamos na piscicultura, a água é muito importante para nós. Saber os dados sobre as chuvas aqui na nossa região é fundamental”, conta Ofélia.

Desde 2019, a moradora anota em agendas os dados sobre a chuva. “Quando chove, vou ao pluviômetro e imediatamente faço as anotações e comunico o nível de chuva”, explica. O pluviômetro foi fornecido pela Aquipar (Associação dos Aquicultores de Gaspar).

Equipes fazem o monitoramento das chuvas no município – Foto: PMG/Divulgação/NDEquipes fazem o monitoramento das chuvas no município – Foto: PMG/Divulgação/ND

Dona Ofélia faz parte de uma rede de voluntários da Defesa Civil de Gaspar, que auxilia na medição das chuvas no município. Essas pessoas possuem em suas propriedades pluviômetros manuais e contribuem para mapear a intensidade das chuvas. Durante as chuvas da madrugada de quarta-feira (9) a rede de voluntários conseguiu identificar o local onde houve um volume maior de chuvas em Gaspar.

De acordo com o agente e responsável pelo monitoramento de pluviômetros da Defesa Civil em Gaspar, André Leonardo Darós, o trabalho voluntário é fundamental para prevenção. “Os próprios moradores dos bairros fazem um trabalho de prevenção, com o monitoramento do pluviômetro nas comunidades. Conseguem identificar a intensidade da chuva em tempo real”, explica André.

A medição de água em Gaspar é feita por meio de pluviômetros automáticos, semiautomáticos e manuais. Os automáticos geram dados que são processados através de uma plataforma especializada, e enviados em tempo real para o site oficial do órgão, além do app Alerta Gaspar. Atualmente, são nove modelos de pluviômetros automáticos que estão espalhados em pontos estratégicos do município.

Também há quatro modelos de pluviômetros semiautomáticos, que necessitam de pessoas para recolher os dados. A leitura desse modelo de pluviômetro é realizada pelo agente André, além de voluntários.

Para ser voluntário, é preciso ligar para o telefone (47) 3331-1899 ou enviar WhatsApp para 99930-4343 e demonstrar disponibilidade. A Defesa Civil instrui o morador e ele pode contribuir com a leitura de dados.

Além de todas essas ações, a Defesa Civil de Gaspar também realiza vistorias diárias a famílias que percebem algum risco a sua residência e fiscaliza as áreas consideradas de risco na cidade. “Estamos fazendo agora um refinamento do mapeamento das áreas de risco. Temos um mapeamento da CPRM e nosso geólogo vem refinando isso, a gente está conseguindo identificar outras áreas e criar um mapa disso, até para facilitar e ver qual é o grau de risco nestas localidades”, explica Ana Janaína.

Tecnologia a serviço da população

A Defesa Civil de Gaspar dispõe ainda de ferramentas para garantir que a população tenha acesso à informações de forma rápida e facilitada. No site e aplicativo é possível acessar a cota e mapa de enchente do município, acompanhar o nível do rio, previsão do tempo e avisos meteorológicos.

Além disso, a Defesa Civil conta com uma conta no Instagram e no Facebook, um WhatsApp para dúvidas e denúncias e o telefone para emergências.

As enchentes que assolam a região, principalmente a que ocorreu no ano de 2008 mudaram drasticamente diversos hábitos da população. Diversas ações foram desenvolvidas pelo Estado e municípios para auxiliar na prevenção dessas situações emergenciais. A Prefeitura de Gaspar contratou, em 2019, o estudo de cotas de enchentes, do Centro de Operação do Sistema de Alerta da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí-Açu – Ceops da Universidade Regional de Blumenau – FURB.

Além da Cota de Enchente, Gaspar colocou à disposição um site e um aplicativo. Ambos foram finalizados e apresentados junto à comunidade em fevereiro de 2020, assim como réguas para a metragem do rio e o aplicativo Alerta Gaspar. O principal objetivo é informar à comunidade em tempo real os alertas climáticos e nível do Rio Itajaí atualizado diariamente pela própria equipe.

Além do site e aplicativo, a Defesa Civil também dispõe do telefone 199 para emergências e WhatsApp (47) 99930-4343 para dúvidas.

Outra principal função é dar disponibilidade para os moradores pesquisarem pelo nome da sua rua, ver se há chances de alagamentos e a metragem que o rio precisa atingir para chegar a rua pesquisada. O site traz também notícias do município e um local de inscrição para quem se interessar em ser agente voluntário. Já as atividades voltadas às crianças como Defesa Civil na Escola e Agente Mirim estão cessadas por conta da pandemia, mas há planos para retomarem no segundo semestre do ano possivelmente com ações online também.

O site defesacivil.gaspar.sc.gov.br pode ser acessado pelo computador e celular, bem como o aplicativo Alerta Gaspar, disponível gratuitamente para Android e IOS.

O aplicativo funciona de forma similar ao site com alertas em tempo real e consulta de cotas. Segundo o órgão, o site tem sido bastante funcional não apenas para a população como para outros órgãos públicos como planejamento Territorial e no privado para o setor imobiliário por exemplo. “A comunidade recebeu bem a ideia e em épocas de anormalidades acessa com mais frequência. Mas queremos reforçar que as ferramentas estão Pa disposição sempre que a população necessitar”, comenta a superintendente da Defesa Civil, Ana Janaina Medeiros de Souza.

+

Prefeitura de Gaspar

Loading...