Investimentos em infraestrutura rodoviária proporcionam segurança e desenvolvimento

Trecho administrado pela Arteris Litoral Sul já recebeu investimento de R$ 4,6 bilhões

Desde 2008, a Arteris Litoral Sul é responsável pela administração e manutenção do trecho rodoviário entre o município catarinense de Palhoça e a capital paranaense Curitiba. O trecho é o principal corredor rodoviário do Sul do Brasil, e se consolidou como uma rota importante de escoamento da produção industrial do norte catarinense e do movimento de cargas para o Complexo Portuário de Itajaí e Navegantes, segundo maior do país em movimentação de contêineres. O fluxo de turistas no trecho, principalmente na temporada de verão, reforça outro viés econômico importante da rodovia, que é a atividade turística.

-> Saiba mais sobre a Arteris Litoral Sul

Ao longo desses doze anos, já foram investidos mais de R$ 4,6 bilhões em diversas obras de melhoria de infraestrutura, beneficiando diretamente quem utiliza as rodovias BR-116/Contorno Leste, BR-376/PR e BR-101/SC. Somente no ano de 2019, a concessionária investiu R$ 385,7 milhões no trecho, sendo R$ 342,6 milhões em Santa Catarina.

Construção de ponte em Balneário Camboriú/SC, com investimento de R$ 19,1 milhões, é mais uma obra viabilizada pela Arteris Litoral Sul – com benefício direto para melhoria da mobilidade da BR-101/SC. – Foto: Divulgação

O diretor de operações sul da Arteris, Cesar Sass, reforça a responsabilidade de administrar o trecho. “Ao oferecer boas condições de infraestrutura e segurança para o transporte de cargas sabemos que estamos dando a nossa contribuição para o desenvolvimento da região e de todo país, algo que nos honra muito”, ressalta. Em relação à importância turística, Sass diz que “a viagem é parte da experiência do turista. Se ele encontra uma estrada segura e em boas condições, vai lembrar disso como um ponto positivo do passeio”.

Além do desenvolvimento econômico, a concessão tem impacto positivo para todo entorno, garantindo a manutenção contínua das condições das estradas e outras obras, incluindo a construção de vias marginais, terceiras faixas, trevos, pontes e passarelas. Somente no trecho da BR-101 em Santa Catarina, foram investidos R$ 3,6 bilhões. Essas melhorias, aliadas ao constante trabalho de educação com todos os públicos envolvidos – caminhoneiros, motoristas, pedestres, ciclistas, entre outros, resultaram numa redução de 14,9% de fatalidades no trecho.

Para Cesar Sass, o aumento da segurança é um dos principais legados da concessão. “Para nós, as vidas e a saúde das pessoas são o que há de mais valioso. Trabalhamos incessantemente para proporcionar segurança aos usuários do trecho, mantendo as pistas nas melhores condições possíveis e oferecendo atendimento rápido e eficiente quando necessário. A diminuição no número de fatalidades do trecho é um dado que muito nos orgulha e nos dá a certeza de que estamos no caminho certo”.

Os usuários das rodovias têm à sua disposição atendimentos 24h para emergências em qualquer ponto da concessão, com atendimento médico pré-hospitalar, socorro mecânico, resgate de animais na pista, viaturas para combate a incêndio e inspeção de tráfego, além de nove unidades SOS Usuário espalhadas pelo trecho, com banheiro, fraldário, internet Wi-Fi, água e café. Os atendimentos são solicitados por meio de um canal telefônico gratuito, o 0800 725-1771. Desde o início da concessão, já foram realizados mais de 1,8 milhão de atendimentos em Santa Catarina e 2,6 milhões em todo o trecho sob concessão.

CONCESSÃO EM NÚMEROS

A Arteris Litoral Sul já investiu no Paraná e em Santa Catarina mais de R$ 4,6 bilhões e gerou cerca de 600 empregos diretos. Foram construídos 86 km de vias marginais, 35 passarelas, quatro pontes, 41,9 km de terceiras faixas e 200 km de iluminação, além de duas áreas de escape. Foram realizados 2,6 milhões de atendimentos, e a taxa de fatalidade caiu 23,5% somando os dois estados. Foram realizados 35 partos na rodovia, todos com sucesso.

+

Infraestrutura