Investimentos garantem abastecimento de água em São Francisco do Sul

Virada do ano teve seu melhor resultado das ultimas temporadas

A virada do ano em São Francisco do Sul teve seu melhor resultado no que se refere ao fornecimento de água dos últimos anos, mesmo com a escassez de água no Estado determinada pela estiagem iniciada em dezembro de 2019. Isto porque, desde janeiro de 2020, a concessionária Águas de São Francisco do Sul conseguiu implementar, com sucesso, obras e ações que garantiram a oferta de água no período de pico de ocupação da cidade, entre o Natal e o dia 3 de janeiro de 2021.

No inicio de 2020, a concessionária iniciou uma série de melhorias no sistema de abastecimento da cidade, gerando um acréscimo de 50% na capacidade de captação e adução de água bruta dos rios Rita e Saí Mirim. Essa água é transportada para a Estação de Tratamento de Água Rocio, que abastece toda a região central e dos balneários, trazendo mais segurança operacional e garantindo a continuidade e regularidade do abastecimento.

São Francisco do Sul – Foto: DivulgaçãoSão Francisco do Sul – Foto: Divulgação

Para ampliar e modernizar os serviços prestados à população, a Águas de São Francisco do Sul também realizou obras nos pontos de captação de água bruta do Rio Alegre, Rio Rita, Rio Saí-Mirinzinho.

A ETA Rocio, responsável pelo fornecimento de água à ilha, registrou este ano um aumento de 7% no volume distribuído, comparado ao mesmo período do ano passado, o que representa 12 milhões de litros de água a mais ofertada entre o Natal e o Ano Novo. “Não faltaram investimentos da concessionária para entregar a moradores e visitantes o fornecimento contínuo, mesmo no período de maior consumo do ano: dragagem e dessassoreamento nas captações, ampliação de adutora, melhorias nas Estações de Tratamento de Água e na pressurização do sistema, dentre outros”, destaca Reginalva Mureb, presidente da Águas de São Francisco do Sul.

Segundo Reginalva Mureb, “desde que iniciou a concessão, a Águas de São Francisco do Sul atuou nos sistemas recebidos e ampliou a produção de 120 litros para 230 litros por segundo somente na ETA Rocio. Expandiu 170 km de eds de água e já atende 98% da população franscisquense, meta a ser alcançada somente em 2036, conforme contratação. Isto representa mais qualidade de vida para o francisquense”.

Na alta temporada, os sistemas operam em plena carga e a produção de água está acima do projeto contratado com a licitação, que deverá ser incrementado com os ajustes no Plano Municipal de Saneamento por ocasião da sua revisão.

Resultados percebidos

De acordo com Maguida Lessa Rodrigues, representante da Associação dos Moradores do Rocio Pequeno, a cidade teve um final de ano muito melhor do que os anos anteriores. “Não tivemos nenhuma reclamação na associação”, reforça Maguida.

Conforme Giovani S. Thiago, morador da Praia do Ubatuba, esse foi um dos melhores finais de ano dos últimos tempos quando o assunto é abastecimento. “Eu falo para qualquer um que perguntar que não tivemos problemas no abastecimento”, acrescenta. Com opinião semelhante, a líder comunitária Rúbia Maria Silvano, da praia do Ervino, também elogia o trabalho da concessionária para levar água a todas as residências do município. “Tivemos um aumento de famílias abastecidas no Ervino e, mesmo assim, a água jorrou nas torneiras das residências no final do ano. O atendimento e o fornecimento foram perfeitos”, completa.

Tratamento de esgoto

Com a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE Ubatuba) em junho deste ano, a concessionária está implantando a rede de esgoto na região das praias. A ETE tem padrão de tratamento terciário e o processo de tratamento adotado é o de Lodos Ativados tipo Aeração Prolongada através de Reator Sequencial em Batelada. Quando em plena operação, a unidade terá capacidade para tratar cerca de 5 milhões de litros por dia na baixa temporada e mais de 10 milhões de litros no verão, com uma rede coletora de 190 km de extensão.

+

Infraestrutura