Maré alta compromete abastecimento de água em Passos de Torres

Represamento e mistura de água salgada e doce, altera os índices de salinidade e causa interrupção da captação, tratamento e distribuição

A maré alta na região de Passo de Torres, no Sul de Santa Catarina, está interferindo no abastecimento de água na área. O fenômeno é causado por um ciclone tropical que está sobre o Oceano Atlântico, elevando a maré, conforme informação da CASAN. De acordo com a entidade, desde a sexta-feira (3), a maré alta está represento o Rio Mampituba.

A CASAN está ativando dois poços alternativos para reforçar o abastecimento – Foto: Reprodução CASAN

Ali desemboca a Sanga Estiva dos Rodrigues, usada pela CASAN como manancial de captação. Sendo assim, o represamento e a mistura das águas salgada e doce, alteram os índices de salinidade. Isso leva à interrupção da captação, o tratamento e a distribuição.

“Como a água está salobra, estamos fazendo descargas na rede para evitar seu uso”, explica o chefe da Agência local, Diequison da Luz Oliveira.

Como alternativa, a companhia está ativando dois poços alternativos para reforçar o abastecimento. No entanto, ambos representam apenas 20% da demanda necessária.

“Pedimos à população que colabore, economizando água ao máximo até a maré baixar”, solicita Diequison.

Leia também:

+

Infraestrutura