Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Monitoramento arqueológico impacta cronograma de obra da Praça Forte São Luís

Trabalhos em terreno da Beira-Mar Norte dependem de contratação de profissional de arqueologia e aprovação do plano de trabalho pelo Iphan

Área da futura praça Forte São Luís, na Beira-Mar Norte, em Florianópolis – Foto: Fabio Gadotti/ND

A Secretaria de Infraestrutura de Florianópolis está em processo de contratação de um profissional de arqueologia para monitoramento da obra de construção da futura Praça Forte São Luís, na Beira-Mar Norte.

O acompanhamento deverá ser realizado em toda a área do terreno, e não apenas onde já foram encontrados vestígios da antiga fortificação, conforme recomendação do Iphan nacional.

Segundo o secretário Valter Gallina, o projeto com especificações sobre como será feito esse trabalho será apresentado ao Iphan nos próximos dias, que deve aprovar o planejamento.

Gallina prevê que a nova orientação do instituto deve retardar o início da obra, que já tinha sido afetada pela pandemia da Covid-19, em pelo menos dois meses.

A obra será executada pelo Beiramar Shopping, que adotou a praça.