Moradora deixa casa ‘invadida’ por dunas em Florianópolis, mas demolição é adiada

Residências ameaçadas pelas dunas, na Praia dos Ingleses, no Norte da Ilha, não deverão passar por demolição nesta quarta-feira

A Defesa Civil, em Florianópolis, confirma que a demolição das casas “invadidas” pelas dunas, na Praia dos Ingleses, não vai acontecer nesta quarta-feira (18). A informação foi repassada pelo assessor técnico da Defesa Civil, Samuel Vidal.

Última residência, das três comprometidas, a ser liberada pela inquilina; demolição, no entanto, não deve acontecer nesta quarta – Foto: Defesa Civil/divulgaçãoÚltima residência, das três comprometidas, a ser liberada pela inquilina; demolição, no entanto, não deve acontecer nesta quarta – Foto: Defesa Civil/divulgação

Apesar da previsão de demolição das residências “abocanhadas” pelas dunas encerrar nesta quarta, esse trabalho não deve ocorrer nesse momento.

Por outro lado o assessor da Defesa Civil também confirmou que a inquilina, que até então resistia a sair de uma das residências, se retirou do local.

Uma vistoria foi feita nas edificações, nesta quarta, junto a empresa que irá realizar os trabalhos de demolição dos imóveis condenados. Nesse trabalho, segundo o assessor técnico da Defesa Civil, foi possível constatar que a inquilina removeu os decks de madeira que ocupavam a parte externa da casa.

Vistoria nas edificações interditadas nas Dunas Ingleses, junto a empresa que irá realizar os trabalhos de demolição das edificações condenadas.

Em paralelo a isso, observa-se que já foi removido pela inquilina os decks de madeira da parte externa. A moradora Denise Guimarães já não estava mais no espaço, segundo a Defesa Civil.

Cidade Alerta acompanhou nova vistoria da Defesa Civil nas casas que vêm sendo afetadas pelo avanço das dunas em Florianópolis – Foto: Defesa Civil/PMF/Reprodução/NDCidade Alerta acompanhou nova vistoria da Defesa Civil nas casas que vêm sendo afetadas pelo avanço das dunas em Florianópolis – Foto: Defesa Civil/PMF/Reprodução/ND

A demolição, conforme explicado pelo órgão, devem passar pelo processo de demolição juntas e de forma controlada. Os outros dois imóveis já não estão mais ocupados.

Sobre a “última” moradora das residências, Denise Guimarães, a informação é que a prefeitura se compromete em arcar e “preservar a vida”.

“Casas condenadas”

Ainda em contato e conforme repassado por Samuel Vidal, as casas estão “condenadas estruturalmente” e estão “gerando risco” aos então moradores e, sobretudo, transeuntes.

“Essas casas estão condenadas estruturalmente e gerando risco não só para as pessoas que moram nelas, mas para algumas pessoas em situação de rua que estão entrando [nas residências desocupadas] para poder dormir em dias mais frios”.

Para Samuel, ainda, as residências estão “literalmente sobre a faixa de areia” e, também por isso, oferecem risco aos banhistas e visitantes.

Samuel não confirmou uma data para que ocorra a demolição dos imóveis.

Relembre o caso

Desde 2017, o avanço das dunas de areia preocupa os moradores da Praia dos Ingleses, no Norte de Florianópolis.

Atualmente, a atenção está voltada para a servidão Fermino Manoel Zeferino, no canto Sul dos Ingleses, onde as dunas invadiram as casas e até mesmo o cemitério municipal.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...