Moradores da zona Sul de Joinville fecham rua em protesto

Comunidade realizou manifestação na manhã desta terça-feira (23) pedindo por infraestrutura

Os carros que costumam trafegar pela rua Eurides Francisco Tomazoni, na zona Sul de Joinville, se depararam com um bloqueio na manhã desta terça-feira (23). Moradores da região, no Ulysses Guimarães, realizaram uma manifestação e o pedido é o mesmo que costuma acontecer no bairro com frequência: infraestrutura.

Cerca de 50 pessoas participaram da manifestação na manhã desta terça-feira (23) – Foto: Polícia Militar/NDCerca de 50 pessoas participaram da manifestação na manhã desta terça-feira (23) – Foto: Polícia Militar/ND

De acordo com a Polícia Militar, o protesto pacífico iniciou às 8h e foi organizado pela Associação de Moradores Ulysses Guimarães. O objetivo era solicitar atenção do poder público para as condições da região. A rua foi totalmente interditada com pedaços de madeira e pedras evitando a circulação de carros e pedestres. Nas laterais da via, os manifestantes colocaram fogo em troncos de árvore, mas não houve qualquer tipo de confronto ou violência, garante a PM.

Ainda segundo a polícia, que foi chamada para dar apoio, os pedidos eram por saneamento básico, iluminação e pavimentação. A rua muito utilizada por motoristas que “desviam” do trânsito das ruas principais que fazem a ligação entre o bairro e o Jarivatuba e o Paranaguamirim.

A aposentada Persiliana Veiga Rodrigues reclama dos impactos da falta de estrutura nas residências da rua. “Está rachando a casa toda, as vizinhas também passam pelo mesmo problema porque passa ônibus, caminhão de serviço tudo numa correria que se bobear, pega gente. Gostaria que tomassem uma providência, fizessem algo por nós porque sozinhos não conseguimos”, reclama.

O presidente da associação de moradores, Miguel de Oliveira, fala que a manifestação foi organizada para chamar atenção das autoridades. “O principal objetivo é mostrar para o poder público que aqui o pessoal ainda está descontente, isso é uma promessa velha. Os moradores não aguentam mais os buracos, a escuridão na via e o pó. Eles alegam que estão molhando, mas isso não é resultado. Além de dar prejuízo para a prefeitura, não é a solução”, ressalta.

Um representante da subprefeitura foi até o local, conversou com os moradores e se comprometeu a procurar uma solução para os problemas da comunidade. Após a conversa, a manifestação foi encerrada por volta das 10h30.

O que diz a prefeitura

De acordo com o município, o poder público está ciente das reclamações e, para minimizar a situação enfrentada pela situação, disponibiliza um caminhão pipa que passa diariamente pela rua.

“Além disso, a Subprefeitura faz um trabalho de manutenção periódico com o uso da patrola. A subprefeitura também vai encaminhar uma solicitação para verificar a possibilidade de implantação de lombadas na via, com objetivo de diminuir a velocidade com que os veículos trafegam no local”, informou.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Infraestrutura