Município da Grande Florianópolis decreta situação de emergência por chuvas de janeiro

Rancho Queimado precisará reconstruir pontes e realizar obras de prevenção de enxurradas; precipitação recorde, de 445,6 mm, foi registrada no dia 30 de janeiro

O governo do Estado decretou nesta quinta-feira (25) situação de emergência em Rancho Queimado, na Grande Florianópolis, devido aos impactos das chuvas de janeiro. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado e vale por 180 dias.

Governo estadual decreta situação de emergência em Rancho Queimado nesta quinta-feira (25) por conta das chuvas de janeiro – Foto: Divulgação/NDGoverno estadual decreta situação de emergência em Rancho Queimado nesta quinta-feira (25) por conta das chuvas de janeiro – Foto: Divulgação/ND

Segundo o secretário da Defesa Civil à época, Nazareno Floriano, foram registradas quebras de barreiras nas laterais das estradas, duas pontes danificadas, além de duas casas interditadas.

As famílias que ficaram desalojadas já retornaram às casas após o período das chuvas, mas as estruturas ficaram comprometidas e precisam de muros de prevenção.

De acordo com Floriano, que assumiu a Secretaria de Saúde do município, foi o maior registro mensal de chuvas da região, com recorde mensal absoluto de 445,6 mm em 30 de janeiro. As chuvas ocorriam desde o dia 20 do mesmo mês.

A prefeita Cleci Veronezi (MDB) protocolou um pedido à Sedec (Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil), em Brasília, para custear as obras no município. Será necessário reconstruir as pontes e realizar medidas de prevenção de enxurradas. Uma das obras, na antiga BR-282, no interior de Rancho Queimado, tem o custo estimado em mais de R$ 1 milhão, segundo Floriano.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...