Novas avenidas e hospital público sairão do papel em Palhoça; veja a lista de obras

Contando também com verba do governo estadual advinda do Plano 1000, obras somam R$ 230 milhões; elas foram anunciadas em cerimônia nesta quarta-feira

Ao todo, 11 obras serão beneficiadas em Palhoça com o Plano 1000 – iniciativa do governo estadual que prevê repasse de verba aos municípios de acordo com a quantidade de moradores. Além da construção do hospital público, estão previstas dez obras destinadas ao sistema viário.

Obras em Palhoça beneficiarão saúde e sistema viárioObas buscam resolver problema da mobilidade em Palhoça, com novas alternativas ao tráfego – Foto: Arquivo/Leo Munhoz/ND

A lista de empreendimentos foi anunciada na noite desta quarta-feira (25) no auditório do Colégio Adventista, no bairro Pagani. A cerimônia foi realizada pela prefeitura de Palhoça junto ao governo de Santa Catarina. Deputados, secretários municipais e estaduais, entre outras lideranças, compareceram ao evento.

A maior parte da verba veio do Plano 1000, que prevê para cada município catarinense R$ 1 mil por habitante para a execução de obras e ações. Com 178 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Palhoça receberá, pelo menos, R$ 178 milhões.

Os projetos passaram pela aprovação do governo estadual. Há ainda R$ 45 milhões em recursos advindos por meio de financiamento do Badesc Cidades – levando o total de investimentos anunciados para a cifra de R$ 230 milhões. O protocolo de intenções foi assinado durante a cerimônia.

“São obras muito aguardadas pela comunidade e que vão apresentar alternativas importantes de tráfego, aliviando a pressão do trânsito em pontos estratégicos do nosso sistema viário”, comenta a secretária de Infraestrutura e Saneamento, Kristy Cardoso Fabre.

Para o prefeito Eduardo Freccia (PSD), as obras vão “resolver o problema da mobilidade em Palhoça, que vai alcançar um novo patamar de desenvolvimento”.

Prefeitura de Palhoça anunciou empreendimentos na noite desta quarta-feira – Foto: Prefeitura de Palhoça/Divulgação/NDPrefeitura de Palhoça anunciou empreendimentos na noite desta quarta-feira – Foto: Prefeitura de Palhoça/Divulgação/ND

Avenidas e estradas

As dez obras viárias estão espalhadas por vários pontos da cidade, detalha a prefeitura de Palhoça. Cinco obras estão previstas para o eixo dos bairros Bela Vista, São Sebastião, Caminho Novo, Pedra Branca, Brejaru e Frei Damião.

As outras obras estão previstas para a região Sul do município, após o Morro dos Cavalos. Há ainda o asfaltamento de duas vias de grande movimentação durante a temporada de verão: a Estrada Geral do Morretes; e a Estrada do Espanhol.

Veja a lista:

  • 1. Avenida Arlindo Philippi May: A nova avenida fará a ligação da marginal da BR-101 com a Avenida Paulo Roberto Vidal, nos limites dos bairros Caminho Novo e Bela Vista.A avenida terá extensão de 1,5 quilômetro de faixa dupla. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica, calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida e canteiro central com calçada e ciclovia. Prazo de execução: 8 meses. Investimento: R$ 17 milhões;
  • 2. Avenida Terra Bela: A nova avenida fará a ligação da Rua José João Barcelos com a Rua José Cosme Pamplona, a principal do bairro Bela Vista. Terá extensão de 800 metros de faixa dupla. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica, calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida e canteiro central com ciclovia. Prazo de execução: 8 meses. Investimento: R$ 6 milhões;
  • 3. Estrada do Espanhol: Ligação da Rodovia Evádio Paulo Broering com a BR-101. Terá extensão de faixa simples, totalizando 4,5 quilômetros. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo); pavimentação asfáltica; calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida, com ciclovia; canteiro central com grama. Prazo de execução: 10 meses. Investimento: R$ 27 milhões;
  • 4. Avenida Altos da Jaqueira: Fará a ligação do Loteamento Jardins com a Rodovia BR-282. A nova avenida terá extensão de faixa simples, totalizando 2,4 quilômetros. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica e calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida. Prazo de execução: 12 meses. Investimento: R$ 20 milhões.
  • 5. Avenida das Universidades: Ligação entre a Avenida da Integração, no Pagani, passando pelo Loteamento Altos da Pedra e pela Avenida Pedra Branca, na Pedra Branca, e percorrendo a Rua Afonso Pena, no Frei Damião, até chegar à SC-281, em São José. A nova avenida terá extensão de faixa dupla, totalizando 3 quilômetros. O projeto prevê: drenagem (tubulação recuperada e nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica, calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida, canteiro central com grama. Prazo de execução: 8 meses. Investimento: R$ 11 milhões;
  • 6. Avenida das Torres (Segunda Etapa): A ampliação da Avenida das Torres, no Pagani, vai da Avenida Hilza Terezinha Pagani até a rotatória existente na Avenida Atílio Pagani, conhecida como rótula do Sitrampa. O novo trecho da avenida terá extensão de faixa dupla, totalizando 500 metros. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica, muro de contenção, calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida e canteiro central com grama. Prazo de execução: 12 meses. Investimento: R$ 6 milhões;
  • 7. Rua Domingos de Souza Filho: A Rua Manoel João Martins será pavimentada até passar a ponte existente sobre o Rio Cambirela, no Furadinho. A nova rua terá extensão de faixa simples, totalizando 2,2 quilômetros.O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com caixa de captação), pavimentação asfáltica e abastecimento de água. Prazo de execução: 6 meses. Investimento: R$ 5 milhões;
  • 8. Estrada Velha do Morretes: A ligação da Rodovia BR-101 com a Guarda do Embaú, envolvendo a Rua Manoel Joaquim da Silveira e a Estrada Velha do Morretes, será asfaltada.Extensão de faixa simples, com calçada, totalizando 5 quilômetros. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica, calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida e um trecho com ciclovia na lateral. Prazo de execução: 8 meses. Investimento: R$ 12 milhões;
  • 9. Avenida Bela Vista São Sebastião: A nova avenida fará a ligação dos loteamentos Moradas e Vale Verde com a Rua Marino Jorge dos Santos, no São Sebastião.A via terá extensão de faixa simples, totalizando 350 metros.O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica e calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida. Prazo de execução: 8 meses. Investimento: R$ 4 milhões; e
  • 10. Estrada Geral do Albardão: A obra, no Albardão, faz parte de um pacote que compreende três trechos; um deles já foi construído pela Prefeitura, restando dois trechos que serão financiados com os recursos do Plano 1000. O Trecho II terá faixa simples, do Km 2,360 ao Km 4,730 da estrada; o prazo para conclusão dos trabalhos é de 8 meses. O Trecho III terá faixa simples, da BR-101 até o Km 1,5; o prazo para conclusão dos trabalhos neste trecho é de 5 meses. O projeto prevê: drenagem (tubulação nova com caixa de captação e sarjeta) e pavimentação asfáltica. Investimento: R$ 8 milhões.

Hospital

Freccia anunciou também as primeiras ações para a construção de um hospital público em Palhoça. O governo estadual liberou R$ 5 milhões para a compra do terreno, com outros R$ 5 milhões de contrapartida da Prefeitura; e mais R$ 2,5 milhões para a elaboração do projeto, com mais R$ 1 milhão de contrapartida do Executivo municipal.

O total de investimentos destinados para a construção do hospital, que estará localizado no bairro Nova Palhoça, e também para a aquisição de equipamentos e revitalização de uma rua adjacente ficará em torno de R$ 70 milhões.

Segundo a prefeitura, o hospital terá capacidade para 150 leitos. Recursos do Plano 1000 serão utilizados para a desapropriação do terreno, elaboração do projeto, construção do complexo e aquisição de equipamentos.

Também será providenciada uma ligação viária, de 265 metros lineares, entre a Avenida Vidal Procópio Lohn (onde o hospital será instalado) e a Rua Acioli Nunes dos Santos.

O projeto prevê drenagem (tubulação nova com boca de lobo), pavimentação asfáltica e calçadas com acessibilidade nas laterais da avenida. O prazo de execução é dois anos e meio; o investimento é de R$ 70 milhões.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...