Pacote de investimentos da Casan em Rio do Sul chegará a R$161 milhões até 2024

O planejamento prevê a implantação do complexo formado pela nova Estação de Tratamento de Água (ETA), aumento da reserva de água e a instalação de cinco tanques

A ETA terá uma vazão de 700 litros por segundo, suficiente para atender 220 mil habitantes – Foto: DivulgaçãoA ETA terá uma vazão de 700 litros por segundo, suficiente para atender 220 mil habitantes – Foto: Divulgação

Com um conjunto de projetos em elaboração e também com ações já em prática, a CASAN trabalha com um Plano de Investimentos de R$ 161 milhões para o saneamento de Rio do Sul nos próximos três anos.

Uma das frentes mais importantes é a implantação do complexo formado pela nova Estação de Tratamento de Água (ETA), Captação e Reservatório Pulmão no bairro Albertina. Esse reforço no sistema de abastecimento é estratégico para o desenvolvimento do município.

O terreno definido para receber a estação está em fase final de aquisição pela empresa. A meta é realizar a licitação da obra, prevista no Planejamento Hídrico para Santa Catarina, ainda em 2022. A ETA está projetada para ter uma vazão de 700 litros por segundo, para atendimento do Sistema Integrado responsável pelo abastecimento de Rio do Sul, Lontras, Agronômica, Laurentino, Aurora e mais a Serra de São Miguel, de Ibirama.

“É suficiente para atender uma cidade de 220 mil habitantes”, frisa o superintendente regional Norte/Vale do Itajaí da Companhia, Rangel Barbosa.

Reserva: segurança hídrica

O planejamento prevê também o aumento da reserva de água em Rio do Sul, ação estratégica para a segurança hídrica na maior cidade do Alto Vale do Itajaí. O novo Reservatório Pulmão, previsto para ser construído junto à nova ETA, terá capacidade de 13 milhões de litros – o dobro de toda a reserva atual de Rio do Sul.

A parte Norte do município receberá um tanque de 300 mil litros – Foto: DivulgaçãoA parte Norte do município receberá um tanque de 300 mil litros – Foto: Divulgação

Além disso, outros cinco tanques serão instalados, ampliando em 1,4 milhão de litros a capacidade de reserva de água – o que corresponde a 17% da capacidade instalada. O bairro Canta Galo receberá um tanque de 500 mil litros, que será entregue até o final do ano, e será localizado junto à marginal da BR-470.

Um reservatório de 200 mil litros será instalado nos altos da Rua João Naschenweng, beneficiando o Loteamento Santa Mônica, bairro Bremer. A parte Norte do município receberá um tanque de 300 mil litros, que estará localizado nos altos do Loteamento Rio Lontras, no Bela Aliança.

O reservatório para o Alto Boa Vista (Taboão), contará com 200 mil litros. Outro será instalado nos altos da Rua Vaticano (Barra do Trombudo), com capacidade para 200 mil litros. O investimento nesses tanques será de aproximadamente R$ 8 milhões.

“Até o final deste ano, esses reservatórios estarão reforçando essas pontas do sistema de abastecimento da cidade”, explica Rangel Barbosa.

Redução de Perdas de Água

A Companhia atua também em um Programa de Redução de Perdas, que contempla ações como a setorização do sistema de abastecimento da cidade. A organização por setores permite maior controle sobre a pressão da água nas tubulações, um dos fatores de rompimentos. A setorização também traz mais segurança para o fornecimento de água aos moradores, pois fechamento de regiões específicas para consertos de vazamentos evita que grandes áreas tenham o abastecimento interrompido.

O Plano de Controle de Perdas de Rio do Sul ainda está permitindo a instalação de ventosas, para proteção das redes e redução de rompimentos. Além disso, equipamentos macromedidores estão sendo instalados, trazendo mais condições de controle da quantidade de água captada, tratada e entregue à população.

Nos últimos três anos, a CASAN trocou ou ampliou 31,8 quilômetros da rede de abastecimento de Rio do Sul – Foto: divulgação – Foto: DivulgaçãoNos últimos três anos, a CASAN trocou ou ampliou 31,8 quilômetros da rede de abastecimento de Rio do Sul – Foto: divulgação – Foto: Divulgação

Renovação das redes de distribuição

Outra ação que colabora com o controle de perdas é a renovação das redes de distribuição na cidade. Entre as obras entregues, destaque para a substituição de redes na Estrada Blumenau, com quase 10 quilômetros de novas tubulações, num investimento de R$ 3,8 milhões. Nas ruas Dom Pedro II e Princesa Isabel, dois eixos fundamentais do município, foram renovados 3,3 mil metros de redes, com investimento de R$ 2,9 milhões.

Serão iniciadas este mês as obras de implantação de novas adutoras, repasse de redes para os passeios e setorização na Rua Wenceslau Borini, com investimento previsto próximo a R$ 3 milhões.

Esgotamento Sanitário

O saneamento também é valorizado com a implantação do primeiro Sistema Público de Esgotamento Sanitário de Rio do Sul. A CASAN investiu até março deste R$ 50,3 milhões neste sistema, com previsão de um total de R$ 84 milhões na infraestrutura completa.

O sistema vai atender inicialmente o bairro Canta Galo. Futuramente, serão beneficiados mais de 35 mil habitantes, também nos bairros Centro, Eugênio Schneider, Boa Vista, Santana, Jardim América, Laranjeiras, Canoas, Pamplona, Progresso e Fundo Canoas. Localizada no bairro Bela Aliança, a Estação de Tratamento de Esgoto está praticamente finalizada.

+

Casan, Sustentabilidade e Saneamento

Loading...