Fabio Gadotti

fabio.gadotti@ndmais.com.br Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Polêmica em obra de revitalização na Avenida das Rendeiras, em Florianópolis

Moradores questionam a colocação do piso tátil nas calçadas para orientação aos cegos; Ministério Público pediu informações à prefeitura

A 30ª Promotoria de Justiça da Capital instaurou nesta segunda-feira (1) uma notícia de fato para averiguar o cumprimento das normas de acessibilidade nas obras de revitalização que estão sendo realizadas na Avenida das Rendeiras.

Piso tátil na calçada da Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis – Foto: Reprodução/NDTVPiso tátil na calçada da Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, em Florianópolis – Foto: Reprodução/NDTV

O promotor Daniel Paladino deu 20 dias de prazo para que a secretaria municipal de Infraestrutura preste as informações e providencie as adequações necessárias. Caso isso não aconteça, o representante do MPSC pode pedir o embargo da obra.

A colocação do piso tátil, que serve de referência para a locomoção segura dos cegos, vem causando polêmica entre os moradores da Lagoa da Conceição. A preocupação é com riscos aos pedestres que tenham deficiência visual, já que a trilha de sinalização foi colocada muito próxima da água em alguns pontos.

Segundo o secretário Valter Gallina, a prefeitura está seguindo o novo manual de acessibilidade feito pelo Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis).

“O piso tátil não é para andar em cima dele, serve para que o cego bata nele com a bengala”, disse. Ele explicou ainda que a obra não está pronta e que será colocada uma proteção na lateral para garantir segurança aos pedestres.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...