Ponte é interditada e Defesa Civil cria força-tarefa por estragos da chuva em SC

O município de Palhoça, na Grande Florianópolis, decretou situação de emergência nesta terça-feira (12) devido aos problemas ocasionados pelas chuvas dos últimos dias

Palhoça, na Grande Florianópolis, decretou situação de emergência nesta terça-feira (12) devido aos estragos causados pelas chuvas dos últimos dias.

Além disso, outra ponte precisou ser interditada por problemas estruturais, desta vez, no bairro Madri. Agora, o município busca auxílio junto ao Governo do Estado para resolver de forma definitiva os danos causados.

Ponte precisou ser interditada em Palhoça – Foto: Osvaldo Sagaz/Divulgação/NDPonte precisou ser interditada em Palhoça – Foto: Osvaldo Sagaz/Divulgação/ND

Segundo a Defesa Civil, foram registrados nas últimas 24 horas no município catarinense, cerca de 216 mm de chuva – o maior acúmulo registrado pelo órgão em pelo menos 10 anos.

Com os altos volumes, diversos pontos de Palhoça sofrem danos e, uma força-tarefa segue realizando manutenções, limpezas e desobstrução de ruas que tiveram deslizamentos de ruas.

“Tivemos um volume de chuva muito acentuado, mais de três vezes o valor esperado para o mês de outubro, e com isso alguns problemas”, comenta o prefeito de Palhoça, Eduardo Freccia.

“Tivemos uma danificação grande na malha viária. Agora estamos monitorando as pontes, travessias e galerias”, afirma Freccia.

Ponte interditada

A ponte localizada no bairro Madri precisou ser interditada para uma análise da estrutura, após a vazão completa da água. Agentes do órgão municipal devem divulgar em breve um relatório dos prejuízos.

“Na região do bairro Madri tivemos a danificação de uma das cabeceiras da ponte e por precaução, interditamos a passagem de veículos”, acrescenta o prefeito.

Ajuda a Santo Amaro da Imperatriz

A Defesa Civil de Florianópolis está prestando apoio operacional ao município de Santo Amaro da Imperatriz em vistorias e parte técnica, por conta das fortes chuvas.

Diferente de Florianópolis, que não teve registro de grandes desastres, o município registrou situações de transtorno e precisou de reforços. Além do apoio específico na ajuda humanitária, também estão sendo compartilhados maquinário e recursos humanos de infraestrutura para a reabilitação dos locais afetados.

“Nesses momentos precisamos unir nossos esforços pelo bem-estar da população. De forma coordenada, a cooperação e apoio mútuo são um instrumento importante para a rápida recuperação dos cenários afetados”, ressalta o secretário de Segurança Pública da Capital, Araújo Gomes.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...