Prefeitura define ações imediatas para melhorar a mobilidade em Florianópolis

Reunião entre órgãos envolvidos com o trânsito deve estabelecer intervenções que serão anunciadas na próxima quinta-feira (19)

Diante da paralisia no trânsito da Capital registrada na última semana, a Prefeitura de Florianópolis pretende anunciar na próxima quinta-feira (19) medidas de curto prazo e impacto imediato na mobilidade do sistema viário da cidade. Algumas das ações, como a contratação de agentes de trânsito e de  um segundo guincho, foram antecipadas pelo próprio prefeito Gean Loureiro na última sexta-feira (13).

GMF promove a Onda Azul para escoar o fluxo da Avenida Beira-Mar Norte. Foto : Gabriel Lain/NDGMF promove a Onda Azul para escoar o fluxo da Avenida Beira-Mar Norte. Foto : Gabriel Lain/ND

As ações a ser anunciadas ainda serão discutidas hoje pela secretaria de Transportes e Mobilidade em reunião com representantes de órgãos do município que atuam diretamente no trânsito, como a GMF (Guarda Municipal de Florianópolis) e a Diope (Diretoria de Operações Viárias). No encontro, deverão ser apresentadas sugestões para melhoria da mobilidade, principalmente, na temporada, quando o movimento de veículos aumenta consideravelmente na Capital.

Uma primeira reunião foi realizada ainda no final da noite de quinta-feira, após o “caos” verificado no trânsito com a quebra de microônibus na SC-401, na altura do bairro João Paulo. Na ocasião, Loureiro determinou total prioridade para o trânsito das ações da GMF, como a realização da Onda Azul.

Acessos na Avenida Madre Benvenuta, no Santa Mônica, devem ser fechados. Foto: Gabriel Lain/NDAcessos na Avenida Madre Benvenuta, no Santa Mônica, devem ser fechados. Foto: Gabriel Lain/ND

Inicialmente realizada apenas durante os horários de pico, a medida que consiste em garantir a passagem livre de veículos na avenida Beira Mar Norte no sentido Bairro-Centro, nos cruzamentos com a Avenida Mauro Ramos e da praça Professor Seixas Neto, passou a ser adotada durante todo o dia, enquanto houver movimento intenso na Avenida Beira-Mar Norte, a principal via da Ilha.

Algumas intervenções também deverão ser anunciadas, como o fechamento de acessos a vias principais em horários de pico, como na Avenida Madre Benvenuta, via de acesso alternativa acessada por motoristas que se deslocam para as regiões Leste e Norte da Ilha. Outra ação que deverá ser desenvolvida nos próximos dias é a revisão das lombadas.

Lombada na rodovia Admar Gonzaga não está próxima de escola, posto de saúde ou creche. Foto: Gabriel Lain/NDLombada na rodovia Admar Gonzaga não está próxima de escola, posto de saúde ou creche. Foto: Gabriel Lain/ND

O obstáculo redutor de velocidade está presente em ruas, avenidas e até em rodovias estaduais e tem seu uso regulamentado para estar próximo de escolas, creches e postos de saúdes.  A Diope recebe diariamente de 10 a 15 pedidos de implantação de lombadas, que chegam a custar até R$ 8,5 mil aos cofres públicos, incluindo sinalização. Segundo Loureiro, a partir de agora, apenas as lombo-faixas serão autorizadas pelo Poder Público.

O presidente da comissão do Direito no Trânsito da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), advogado Ilson Krigger, torce para que as ações tenham eficiência. “Festejamos a prefeitura estar interessada em mudar o atual cenário, com atuação de profissionais qualificados e a realização de testes. A Guarda Municipal nunca esteve tão presente”, elogia Krigger.

Novo guincho já está à disposição

Uma das ações anunciadas pelo prefeito Gean Loureiro entrou em prática nesta segunda-feira (16). Um novo guincho, semelhante ao que atua nas pontes de entrada da cidade, já está à disposição para atuar exclusivamente nas rodovias estaduais José Carlos Daux (SC-401) e Admar Gonzaga (SC-404), no Itacorubi.  Um terceiro guincho foi colocado à disposição pela empresa contratada, para ficar como reserva técnica.

Novo guincho à disposição 24 horas no pátio da Comcap, no Itacorubi. Foto: Gabriel Lain/NDNovo guincho à disposição 24 horas no pátio da Comcap, no Itacorubi. Foto: Gabriel Lain/ND

O guincho disponibilizado a partir desta segunda-feira foi contratado por 60 dias de forma emergencial ao custo de R$ 67.725 ou R$ 1.128,75 por dia. O veículo pesado está estacionado no pátio da Comcap, de forma estratégica, uma vez que está próximo de dois pontos críticos para a mobilidade da cidade: a subida do morro do bairro João Paulo, onde não há acostamento, e o morro da Lagoa da Conceição.

O contrato emergencial é válido até 16 de fevereiro. “Estamos com uma licitação em andamento que deve abrir na metade de janeiro. Mas prevendo uma alta significativa no número de veículos, principalmente nas últimas semanas de 2019, não poderíamos aguardar esse prazo. Independente da responsabilidade, se é Estadual, Municipal ou Federal, a Prefeitura tem que tomar a frente da solução”, declarou o prefeito Gean Loureiro. Apenas o guincho contratado pela prefeitura para atuar nas pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles já rebocou 400 veículos em nove meses.

10 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Eduardo Hennemann Santin
    Eduardo Hennemann Santin
    Olha, é um deboche dizer que vai contratar mais Guarda Municipal que não trabalha de forma eficaz, trabalho de uber e todos os dias vejo pelo menos uma sinaleira estragada e onde estão eles para orientar o trânsito, no máximo colocam cones e vão embora. E nos dias de chuva que o trânsito fica ainda mais caótico, desaparecem. Agora para me multar em 195 reais por passageiro não usar cinto e não me abordar para alertar que o passageiro estava sem cinto, para isso eles prestam, dá dindin para eles e para a prefeitura. Pessoal usa carro próprio ou uber porque o serviço de transporte coletivo é ruim e caro, e querem aumentar o preço da passagem ainda esse ano. Prefeito, vai deixar? vai aumentar o número de carros na cidade. E o transporte marítimo? Aproveita e implanta uma ciclovia entre e o Mont Serrat e e a UFSC, ajudaria muitos universitários e demais pagantes de IPTU também, já que o teleférico não saiu e um túnel nem é cogitado
  • FLORENTINO
    FLORENTINO
    Enquanto pessoas incompetentes mandarem no trânsito da nossa Capital a mobilidade tende a piorar.
  • Pedro Lemos
    Pedro Lemos
    É pura incompetência esperar quase 4 anos para começar a dizer que vai fazer alguma coisa. Essa é a administração da cidade!

+ Infraestrutura