Prefeitura revitaliza importantes vias públicas e amplia malha cicloviária de Florianópolis

Obras na SC-406, que liga as regiões Sul e Leste; na avenida das Raias, no Norte, além de serviços executados em ruas e servidões do Sul da Ilha, são algumas das ações em andamento na cidade

Essencial para o pleno desenvolvimento de qualquer cidade, Estado ou país, a infraestrutura é uma das prioridades da Prefeitura de Florianópolis, que investe na revitalização de importantes vias para toda a região da Grande Florianópolis, além da ampliação e integração da malha cicloviária da Capital.

Embora a rodovia SC-406 seja em sua maior parte estadual, a administração municipal também vai revitalizar o trecho estadualizado, em atendimento a uma demanda antiga da comunidade. – Foto: Tony Borges/PMF/Divulgação/NDEmbora a rodovia SC-406 seja em sua maior parte estadual, a administração municipal também vai revitalizar o trecho estadualizado, em atendimento a uma demanda antiga da comunidade. – Foto: Tony Borges/PMF/Divulgação/ND

Uma destas obras que teve início da última semana é a revitalização da SC-406 (rodovia Antônio Luiz Moura Gonzaga), entre o Rio Tavares e o Porto da Lagoa, que abrange as regiões Sul e Leste da Ilha. Os serviços de restauração do sistema de drenagem começaram próximo ao Elevado do Rio Tavares.

Embora a rodovia seja em sua maior parte estadual, a administração municipal também vai revitalizar o trecho estadualizado, em atendimento a uma demanda antiga da comunidade.

A rodovia se estende por 8,3 km e a obra será realizada nos 4,9 km entre o Elevado do Rio Tavares, no Rio Tavares, e a Rua Vereador Osni Ortiga, no Porto da Lagoa.  Apenas o trecho de 2,4 km da SC-406, entre o Elevado e a Avenida Campeche, neste ínterim, é municipalizado, e o restante, estadual.

O secretário de Infraestrutura de Florianópolis, órgão à frente dos trabalhos, Valter Gallina, destaca a importância da execução dos serviços não apenas para a população destes bairros, mas de toda a cidade. “Esse é um trecho muito utilizado pela população local para deslocamentos diários e um pedido antigo da comunidade. Essa obra vai melhorar a qualidade de vida da população e também é uma rota alternativa tanto para os moradores, quanto para os turistas durante a temporada de verão, quando o número de pessoas na cidade aumenta significativamente. A revitalização e requalificação da SC-406 com novas pistas, ciclovia, passeio e acostamento é um sonho antigo dos moradores, que agora está se tornando realidade”, afirma.

Fábio da Silva Paz se mudou para o Campeche há três anos. Natural do Paraná, ele conta que quase todas as semanas ele se desloca até a Lagoa e o Porto da Lagoa para visitar os amigos que vivem no bairro. “Agora vai ficar muito melhor, estou aqui em Florianópolis há pouco tempo, sou de Rio Grande (RS), mas os meus vizinhos também comentaram que esses serviços já são esperados há muito tempo, então estamos todos ansiosos aqui pelo resultado e na expectativa”, comenta.

Também será realizada a revitalização do pavimento asfáltico e a restauração dos passeios, além do sistema de drenagem, bem como nova sinalização viária. Essa obra representa um investimento de R$ 11.847.000,00.  A revitalização da SC-406 será executada pela empreiteira Britagem Vogelsanger Ltda., pelo prazo de um ano.

Serviços na avenida das Raias, em Jurerê

Outra via importante que será revitalizada na Capital é a avenida das Raias, uma das principais de Jurerê. A ordem de serviço foi dada na tarde da última sexta-feira pelo prefeito Topázio Neto e pelo secretário Valter Gallina.  Esses trabalhos também fazem parte da Operação Asfaltaço, no Norte da Ilha.

“Essas obras englobam muito mais que a restauração do pavimento asfáltico; faremos as implantações de novas calçadas, rampas de acessibilidade e estruturas cicloviárias e a nova sinalização viária. Além disso, a Secretaria de Mobilidade Urbana vai criar novos abrigos de passageiros”, acrescenta o prefeito Topázio Neto.

Florianópolis é, inclusive, a segunda capital brasileira com mais ciclovias e ciclofaixas por habitante, tendo 23,53 km para cada 100 mil habitantes, de acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) – Foto: PMF/Divulgação/NDFlorianópolis é, inclusive, a segunda capital brasileira com mais ciclovias e ciclofaixas por habitante, tendo 23,53 km para cada 100 mil habitantes, de acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) – Foto: PMF/Divulgação/ND

Integração cicloviária

Os dois projetos contemplam melhorias na malha cicloviária destas regiões. Sobre a revitalização da SC-406, o secretário Valter Gallina ressalta que a principal novidade é a implantação de ciclovia em asfalto bidirecional, que fará a conexão com a ciclovia já existente na Osni Ortiga. A estrutura cicloviária da SC-406 será no mesmo nível das pistas de rolamento, porém, descontínua, ou seja, vai variar de lado, conforme as larguras dos acostamentos da via, a fim de evitar desapropriações, apontam informações da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Já em Jurerê, as obras vão contemplar 1,3 km de vias, dentre eles, os 980 metros da avenida das Raias, que vai do entroncamento com a SC-400 (Rodovia Francisco Arcanjo Grillo) até o encontro com a Avenida dos Búzios. Mas outras três vias próximas também terão trechos beneficiados: 67,35 metros da Avenida dos Dourados; 85,30 metros da Búzios e 209,28 metros entre a alça de saída da SC-400 e a Avenida dos Salmões.

Segundo a prefeitura, isso ocorre porque a região vai ganhar novas estruturas cicloviárias que, posteriormente, serão ampliadas.

Desta forma, na avenida das Raias será implantada ciclofaixa com ciclovia elevada para cruzamento da via. Já nas demais vias as melhorias seriam feitas da seguinte forma: no trecho da via transversal da Avenida dos Dourados será implantada ciclofaixa e sua conexão com a que futuramente será feita na Avenida dos Salmões, e na transversal da Avenida dos Búzios será implantada a continuidade da ciclofaixa até o bolsão de estacionamento de acesso à orla, na Avenida dos Salmões. Enquanto entre a alça de saída da SC-400 e a Avenida dos Salmões será implantada ciclovia.

Florianópolis é, inclusive, a segunda capital brasileira com mais ciclovias e ciclofaixas por habitante, tendo 23,53 km para cada 100 mil habitantes,  de acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) e publicada no último dia 10 de junho. O município mais que dobrou a malha cicloviária na cidade nos últimos cinco anos e, atualmente, totaliza 185,37 km. Destes, 108,83 km foram feitos a partir de 2017. São 45,26 km de ciclovias; 76,30 km de ciclofaixas; 55,32 km de ciclorrotas e 8,49 km de passeios compartilhados.

“Estamos dando sequência à melhoria do sistema viário de nossa Capital, e sempre construindo novas ciclovias, ajudando neste novo modal de transporte”, reforça o prefeito Topázio Neto.

Obras em outras 23 vias da cidade

Além destas, foram assinadas também, entre os dias 31 de maio e 2 desse mês, ordens de serviço para melhorias em outras 23 vias do município, a maioria delas, de chão batido, será pavimentada pela primeira vez. O prazo é de 180 dias para a realização de todas as obras.

Confira onde os serviços serão realizados:

  • – Servidão Jacaré do Papo Amarelo e servidão Melissa, no Pântano no Sul;
  • – Servidão Recanto do Lagarto e rua Nossa Senhora de Fátima, no Campeche.
  • – Revitalização da servidão Domingos Serafim dos Santos (Ingleses)
  • – Revitalização da servidão Olindina Adelaide de Guimarães (Vargem Grande)
  • – Ligação entre a Rodovia Virgílio Várzea e a Rua do Lamim, com construção de ponte (Rua Goiabas)
  • – Revitalização da Servidão Marcelino Antônio Nunes (Cachoeira do Bom Jesus)
  • – Revitalização da Servidão Coqueiros do Sul (Campeche)
  • – Requalificação da Rua Mané Vicente (Monte Verde)
  • – Revitalização da Servidão Antônio Irineu da Silva (Córrego Grande)
  • – Revitalização da Rua Humberto Fernandes Mendonça (Canto dos Araçás)
  • – Requalificação da SC-403 com ciclovia no canteiro central – Rodovia Armando Calil Bulos
  • – Revitalização da Servidão Tronco Forte (Campeche)
  • – Revitalização da Servidão Francelino José Demétrio (Campeche)
  • – Revitalização da Servidão Joana Maria da Costa (Rio Tavares)
  • – Revitalização da Servidão Bons Amigos (Campeche)
  • – Revitalização da Servidão dos Artistas (Rio Tavares)
  • – Revitalização da Servidão Cândida Maria dos Santos (Barra da Lagoa)
  • – Revitalização da Rua São Francisco Sales (Ribeirão da Ilha)
  • – Revitalização Servidão Valdemiro Francisco Senábio (Rio Vermelho)
  • – Restauração da Servidão Damázio Pedro Celestino (Campeche)
  • – Revitalização da Servidão Peralta (Tapera)

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...