Relatório expõe oito pontos críticos nas obras do Contorno Viário

Um dos grandes problemas da mobilidade na BR-101 está na Grande Florianópolis onde, depois de nove anos e constantes atrasos, a obra avança a passos lentos

Em relatório enviado ao ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o senador catarinense Espiridião Amin (PP), apresentou oito pontos críticos das obras do Contorno Viário que eram para ter sido entregues em 2012. Vale lembrar que esse é o sexto cronograma físico da obra nos últimos seis anos e a atual previsão de encerramento é dezembro de 2023.

Construção de três túneis duplos está avançando; demora em alguns pontos é destacado pelo relatório – Foto: Arteris/divulgaçãoConstrução de três túneis duplos está avançando; demora em alguns pontos é destacado pelo relatório – Foto: Arteris/divulgação

O relatório aponta como críticos os trechos: trevo BR-101 Norte, Túnel 4, Túnel 1, Túnel 2, Túnel 3, o Trevo BR-282, Trevo BR-101 Sul, além do PPD (Ponto de Parada e Descanso) para caminhoneiros.

Desses pontos levantados pelo senador, o trecho Sul B do trevo BR-282 é o mais adiantado, com apenas 23,28% de conclusão da obra dentro do cronograma de previsão de entrega. Esse trecho está na fase de execução das obras dos viadutos. Por outro lado, o Trecho Norte A do Trevo BR-101 Norte tem apenas 5,94%, que seria o trabalho de fundações do terreno.

Ainda de acordo com o levantamento do senador, o trecho mais crítico da obra, a interseção do Contorno Viário com BR-101 ao Norte faz parte do trecho Norte e não tem qualquer relação com o Termo Aditivo ao Contrato de Concessão assinado em dezembro do ano passado.

O novo cronograma previa o início das obras para agosto deste ano, para conclusão em dezembro de 2023. Mas o início das obras não ocorreu. Nem empreiteira foi contratada. Informação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) é de que a concessionária optou por retomar solução cujo projeto já havia sido aprovado.

Ilustração faz parte do relatório mensal emitido pelo gabinete do senador Espiridião Amin – Foto: divulgação/NDIlustração faz parte do relatório mensal emitido pelo gabinete do senador Espiridião Amin – Foto: divulgação/ND

Sobre o ponto de descanso e parada de caminhoneiro, o senador informou que foi endereçado no início de março deste ano, ao diretor da ANTT, Davi Ferreira Gomes Barreto, um ofício solicitando a inclusão da referida área de descanso no cronograma das obras do Contorno Viário. O ponto deve ser implantado na antiga praça de pedágio (P5), em Palhoça.

A obra é um compromisso assumido em julho de 2014, pelo então diretor geral Jorge Bastos, ao Fórum Parlamentar Catarinense.

“O projeto executivo foi devolvido à concessionária pela ANTT no dia 13 de setembro para ajustes. No dia 13 de outubro, a concessionária solicitou e a ANTT concedeu mais 30 dias de prazo para conclusão das alterações no projeto. Prazo esgotado sem a entrega do projeto”, conclui o relatório de Amin.

“As obras do contorno Grande Florianópolis só estão acontecendo por força da fiscalização da sociedade catarinense. Ele deveria estar concluído em fevereiro 2012”, disse o senador.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...