Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Revitalização do Centro Histórico de Florianópolis vai passar por adequações

Segundo a prefeitura, projeto vai preservar parcialmente os paralelepípedos do entorno da Praça 15 de Novembro

Prefeitura prepara adequações ao projeto de revitalização da ala leste do Centro Histórico de Florianópolis – Foto: Divulgação/ND

A Secretaria de Infraestrutura de Florianópolis está trabalhando em adequações ao projeto de revitalização da ala leste do Centro Histórico. As mudanças vão levar em conta os questionamentos de arquitetos e urbanistas sobre a retirada dos paralelepípedos do entorno da Praça 15.

Segundo o secretário Valter Gallina, o novo projeto deverá ficar pronto na segunda semana de outubro e deve manter parcialmente as pedras atuais. Inicialmente, a revitalização previa substituição total do pavimento por paver.

Em parecer emitido em julho, o Iphan/SC considerou a substituição do paralelepípedo por paver “uma perda e um dano irreparável para a identidade do espaço público na Praça 15 e Centro Leste, que tem nesse material e técnica construtiva um vestígio da malha viária mais antiga do núcleo fundacional da cidade”.

No mês seguinte, quatro entidades ligadas à arquitetura e urbanismo entregaram um documento ao Grupo Especial de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural do Ministério Público estadual em que manifestam preocupação com uma possível “descaracterização” das vias do entorno da praça e setor leste.

No ofício, os profissionais manifestam apoio à requalificação da área, mas defendem reavaliação sobre a troca pelo paver, material tido como “destituído de valores históricos e estéticos para aquela localização.

A iniciativa do município, cuja licitação estimada em R$ 4,5 milhões está em andamento, faz parte de um plano para qualificar a área, com valorização da paisagem urbana, humanização e incentivo à economia criativa.