SC lança ‘pacotão’ de R$ 98 milhões para obras em estradas; veja lista de rodovias impactadas

Pacote prevê obras de recapeamento e ações de tapa-buraco em rodovias de várias regiões do Estado

O governo de Santa Catarina lançou um “pacotão” para obras de recapeamento e ações de tapa-buraco em rodovias estaduais. Ao todo, foram assinadas mais de 20 ordens de serviço que resultam em um montante de R$ 98 milhões destinado às estradas.

Segundo Thiago Vieira, secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, as ações têm o objetivo de reparar as rodovias até que obras mais robustas possam ser encaminhadas para resolver os problemas estruturais nesses locais.

Governo lançou “pacotão” para obras de infraestrutura em rodovias catarinenses – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Governo de SC/DivulgaçãoGoverno lançou “pacotão” para obras de infraestrutura em rodovias catarinenses – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Governo de SC/Divulgação

“Santa Catarina infelizmente tem um histórico de abandono das estradas, que resultou em vias até sem condições de trafegabilidade. Muitas delas precisam de obras estruturantes de recuperação e estamos elaborando projetos e licitando essas obras. De toda forma, esse investimento é para reparar o que é possível enquanto as obras estruturantes são encaminhadas”, explica.

Confira a lista de rodovias que devem receber melhorias:

  • SC-135, de Porto União a Matos Costa – R$ 1.578.000
  • SC-415, de Balneário Capri a São Francisco do Sul – R$ 1.072.938
  • SC-415, de Barra Velha a Massaranduba – R$ 1.532.001
  • SC-290, de Santa Rosa do Sul a Praia Grande – R$ 4.741.990
  • SC-390, de Pedras Grandes a Tubarão – R$ 3.338.151
  • SC-445, de Morro da Fumaça a Urussanga – R$ 3.585.371
  • Tapa Buraco – R$ 8.799.467,17
  • SC-110, de Bom Retiro a São Joaquim – R$ 5.074.576
  • SC-350, de Ituporanga a Alfredo Wagner – R$ 5.183.000
  • SC-390, de Anita Garibaldi a Capão Alto – R$ 2.149.476,14
  • SC-150, de Herciliópolis a Luzerna – R$ 10.090.697
  • SC-284, de Ibicuí a Campos Novos – R$ 2.383.621,20
  • SC-355, de Treze Tílias a Água Doce – R$ 3.627.991,62
  • Tapa Buraco- R$ 13.450.000
  • Roçada – R$ 5.176.801
  • Acesso a Lajeado Grande a Marema – R$ 1.829.453
  • SC-155, de Abelardo Luz a Bom Jesus – R$ 3.051.112
  • SC-156, de Lajeado Grande a Xaxim – R$ 1.948.552
  • SC-390, de Concórdia a Peritiba – R$ 4.226.052
  • SC-473, de Irani a Ipumirim – R$ 2.884.755
  • SC-484, de Chapecó a Guatambu, R$ 2.025.435
  • SC-163, de Iporã do Oeste a Itapiranga – R$ 8.389.981
  • SC-305, de Anchieta a Guaraciaba – R$ 2.323.584

Os serviços serão executados ao longo dos próximos meses, por meio de contratos assinados com diferentes empresas.

SC Não Pode Parar – contribua com a sua assinatura

A Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) e o Grupo ND encabeçam a campanha SC Não Pode Parar para chamar a atenção do poder público e da sociedade a respeito da precariedade das rodovias catarinenses. E chegou a sua hora de ajudar.

Está no ar um abaixo-assinado virtual para mobilizar a sociedade e as autoridades por mais investimentos nas rodovias federais catarinenses. Por isso, se você também é impactado pelos desafios nas estradas e quer uma solução para o problema, participe assinando o material.

O abaixo-assinado será entregue num evento em Brasília para representantes da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Ministério da Infraestrutura, Presidência da República, Congresso Nacional e demais agentes públicos.

Clique aqui para assinar e contribuir com a campanha em prol das rodovias catarinenses.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...