Secretário de Infraestrutura apresenta planos para as rodovias no Estado

Thiago Vieira participou de reunião virtual da FIESC nesta quarta (10); segundo ele, "infraestrutura é a prioridade do governador Moisés"

O secretário de Infraestrutura, Thiago Vieira, apresentou os investimentos previstos em restauração e manutenção de rodovias estaduais, durante reunião virtual conjunta da Câmara de Transporte e Logística da FIESC (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina) e do Conselho Estratégico para Infraestrutura, realizado na tarde desta quarta-feira (10).

O encontro online contou com a presença do presidente da Federação, Mario Cezar de Aguiar, além do gerente para assuntos de transporte da FIESC, Egídio Antônio Martorano.

Obras realizadas pela Secretaria da Infraestrutura em rodovias de SCSecretário de Infraestrutura fala sobre manutenção e restauração de rodovias – Foto: Diogo de Souza/ND

Em sua fala, Thiago Vieira destacou o compromisso do governo do Estado com a infraestrutura.

“Sem desmerecer pautas que normalmente são pautas de governo, como a saúde, educação e a segurança pública, o fato é que a infraestrutura é a prioridade para o governador Moisés, porque nós entendemos que é pela infraestrutura que nós vamos fomentar o crescimento, e os números já começam a mostrar isso.”

Segundo ele, é a área que condiciona o Estado a crescer.

“Quando a gente faz o crescimento a gente tem renda e emprego, e onde tem isso as pessoas vivem melhor”, defende.

Ao abordar os pontos do programa ‘Novos Rumos’, o secretário falou sobre a decisão do governo do Estado de fazer o aporte de recursos em rodovias federais.

“Temos consciência que o nosso recurso deve ser aplicado em rodovias estaduais. Contudo, o fato é que os gargalos são de Santa Catarina e se nós não resolvermos, nossa economia será estagnada. E reforçamos que não há como admitir que uma BR-470, que faz perder tantas vidas, e que nós enquanto Estado temos condições de ajudar, sejamos levianos e deixamos de lado simplesmente por uma organização administrativa. Precisamos de quase R$ 600 milhões para acabar a BR-470. Nossa ideia é pegar os lotes 1 e 2, que vem de Navegantes até a divisa de Gaspar/Blumenau. Já formalizamos isso ao DNIT e o governador já manifestou sua vontade”, disse.

Outros pontos de Santa Catarina também são observados pelo governo.

“Nós, enquanto governo do Estado, estamos pré dispostos a contribuir também com o corredor do Oeste, que é a ‘rota do milho’, que alimenta nosso agronegócio, e que é uma das principais riquezas de Santa Catarina. Então a BR-163 também está no nosso radar”, afirmou Thiago Vieira.

Rodovias estaduais

“No caso da SC-477, temos uma empresa contratada que está finalizando o projeto, e tem feito um excelente trabalho, em ritmo acelerado. Sobre a SC-350, nós finalizamos a licitação e estamos dando a ordem de serviço agora em fevereiro. Assim como tantos outros pacotes, como a SC-160, a SC-161 na divisa do Paraná, a SC-283, em que nós estamos finalizando o primeiro trecho já de obra, e estamos para encaminhar mais um trecho para o grupo gestor. A nossa ideia é ir gradativamente resolvendo esses trechos da SC-283. O objetivo é em 2021 a gente finalizar esses projetos, para que depois a gente licite essas obras. Parece distante, mas eu digo que a gente já esteve mais distante, porque já vencemos etapas de licitação temos empresas em alguns trechos com projetos, e assim vamos trabalhando”, explicou o secretário de Infraestrutura do Estado.

Ainda na reunião, o diretor-presidente da CCR Via Costeira, Fausto Camilotti, destacou as perspectivas da concessionária em relação ao trecho sul da BR-101.

O encontro online teve transmissão ao vivo pelo canal da FIESC no Youtube.

Assista a reunião na íntegra:

+

Infraestrutura