Tornado e apagão em SC serão temas de reunião entre governo e entidades

Celesc deve apresentar nesta segunda-feira (7) investimentos e estratégias para reforçar o sistema elétrico da região do Meio-Oeste do Estado

Lideranças do Meio-Oeste de Santa Catarina, a região atingida por um tornado no dia 28 de maio, vão se reunir com o governador Carlos Moisés (PSL), em Florianópolis, nesta segunda-feira (7).

Órgãos do governo do Estado auxilia com trabalho humanitário às famílias atingidas – Foto: Murilo Milanez/Defesa Civil/Divulgação/NDÓrgãos do governo do Estado auxilia com trabalho humanitário às famílias atingidas – Foto: Murilo Milanez/Defesa Civil/Divulgação/ND

O presidente da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina), Cleicio Poleto irá participar da reunião. Ele deve apresentar os investimentos e estratégias para reforçar o sistema elétrico da região do Meio-Oeste.

Os deputados Marcos Vieira (PSDB), Romildo Titon (MDB), Nilso Berlanda (PL) e Valdir Cobalchini (MDB) também devem participar da reunião. Os prefeitos de Videira, Dorival Borga (PSD) e de Lebon Régis, Douglas Melo (PDT), que também preside a Amarp (Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe) fazem parte da comitiva.

Outras lideranças da região também estarão presentes, como representantes da Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), Facisc (Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina), Uniarp (Universidade Alto Vale do Rio do Peixe), Conselho do Hospital Maicé e Acic (Associação Comercial Industrial Chapecó).

“A nossa união de esforços se tornou uma das nossas prioridades. Depois do restabelecimento da energia, agora temos que trabalhar para que nossa população não passe novamente por situações semelhantes à vivida nestes quatro dias de apagão”, comentou o prefeito de Caçador, Saulo Sperotto (PSDB).

Tornado em SC 

A região viveu um momento crítico com a passagem do tornado. Em Campos Novos, uma das cidades atingidas, 256 casas foram afetadas, um número aproximado de 1.700 pessoas afetadas. Também foram registrados danos em empresas, indústrias e escolas daquele município.

Com a força do vento, torres de transmissão de energia foram derrubadas deixando no escuro, além da cidade de Campos Novos, as cidades vizinhas de Tangará, Fraiburgo, Videira e Caçador.

A cidade de Caçador foi a mais prejudicada, pois, a população ficou quatro dias sem energia elétrica. Os prejuízos são milionários.

Torres de transmissão foram derrubadas com a força do vento - Defesa Civil/Divulgação/ND
1 3

Torres de transmissão foram derrubadas com a força do vento - Defesa Civil/Divulgação/ND

Tornado atingiu Campos Novos, no Meio-Oeste catarinense - Defesa Civil/Divulgação/ND
2 3

Tornado atingiu Campos Novos, no Meio-Oeste catarinense - Defesa Civil/Divulgação/ND

Empresas foram destruídas pela força do tornado - Defesa Civil/Divulgação/ND
3 3

Empresas foram destruídas pela força do tornado - Defesa Civil/Divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura