Uso de ônibus dobrou em Florianópolis desde a retomada

Crescimento de passageiros diários de ônibus duplicou em Florianópolis, se comparado as primeiras semanas de operação durante a pandemia

Quem caminhou nos terminais de Florianópolis nesta semana pode perceber uma movimentação maior, comparado as semanas anteriores. Isso porquê, desde o dia 8 de outubro, os ônibus funcionam com 70% da capacidade. Antes, eram restritos a 40% (agosto) e 50% (setembro).

Quando os ônibus voltaram em agosto, cerca de 35 mil usuários eram atendidos diariamente. Nesta sexta-feira (16), o número já chegava na casa de 70 mil – o dobro.

Desde a retomada dos ônibus, em agosto, o número de usuários diários dobrou. A imagem é de agosto, quando o serviço ainda funcionava com limite de ocupação restrito a 40% – Foto: Anderson Coelho/ND

O crescimento no uso do transporte público foi gradual, com incremento de cerca de novos cinco mil passageiros por semana, explica o secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano, Michel Mittmann. Antes da pandemia, o número chegava a 150 mil passageiros diários.

Questionado se o aumento teria relação com o avanço de casos ativos de Covid-19 em Florianópolis, que subiram 40% em uma semana, Mittmann acredita que não. Apesar de considerar que o transporte inspira maior circulação, o secretário ressalta o respeito as medidas sanitárias vistos nestes espaços.

Desde a retomada houve apenas três situações nas quais os passageiros se negaram a usar máscara nos ônibus, afirma Mittmann. Além disso, cada ônibus foi equipado com quatro câmeras que ajudam na fiscalização da operação. O número de fiscais também aumentos nos terminais.

Com a ocupação restrita a 70% os acentos comportam entre 40% a 50% dos passageiros. Outros 20% realizam a viagem em pé. Os números são estimados pois há diferentes modelos de ônibus.

Expansão do quadro e viagens extras

Até agora, o foco da pasta era direcionar o serviço para atender as necessidades básicas dos moradores, como os deslocamentos ao trabalho. Agora a operação entra em nova fase, “indo além das necessidades básicas” e também focada conforto dos moradores, explica o secretário.

Novas linhas e horários tem sido incrementados gradualmente. Desde terça-feira (13), 137 novos horários foram incrementados em mais de 30 linhas. A expansão tem também a proposta diminuir a concentração de usuários num único ônibus.

O serviço também conta com um sistema de “viagens extras”. Ao perceberem que a ocupação atingiu os 70%, seja através das câmeras ou do acionamento pelo motorista, os terminais enviam imediatamente um novo veículo para a linha.

“Nas linhas que deram mais viagem extra, incrementamos na semana seguinte novas viagens” afirma o Secretário. Cerca de 154 viagens extras eram feitas por dia, que foram caindo conforme o incremento de novos horários.

Serviço opera com déficit

A incrementação de viagens ocorre através de um frota reserva disponível nos terminais para eventuais picos de demanda, segundo Vinícius Cofferri, assessor administrativo do Setuf (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis).

Para Cofferi, a dificuldade do setor tem sido operar com o o desajuste financeiro, pois “se trabalha com déficit”. “Durante a maior parte do dia os veículos circulam com poucos passageiros, os serviços são disponibilizados à população e tem um custo operacional”, afirma.

Dicas e orientações

  • Não se alimentar fora dos balcões de alimentações;
  • Usar álcool gel sempre que entrar em contato com alguma superfície (os terminais estão equipados);
  • Usar mascara o tempo inteiro, exceto durante a alimentação;
  • Respeitar a distância sinalizada;
  • Sempre programar as viagens;
  • Evitar viajar nos horários de pico.
+

Infraestrutura