Veja 5 curiosidades sobre a draga que está transformando praia de Balneário Camboriú

Responsável por trazer 2,155 milhões de metros cúbicos de areia para o alargamento na praia Central, equipamento tem chamado a atenção na cidade e já mudou a paisagem

A draga Galileo Galilei chegou em Balneário Camboriú no último domingo (22) e já mudou a paisagem da praia Central. Neste curto período foram cerca de 300 mil metros cúbicos de areia transportados do fundo do mar para a superfície.

O equipamento grandioso tem gerado curiosidade entre moradores e turistas, a expectativa é que a obra fique pronta até o fim deste ano e transforme Balneário Camboriú na nova Copacabana catarinense.

alargamento da faixa de areia de balneário camboriú – Foto: Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação NDalargamento da faixa de areia de balneário camboriú – Foto: Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação ND

Alta tecnologia

A draga Galileo Galilei foi construída em 2020, este é o primeiro grande trabalho do equipamento, que veio do Oriente Médio, adquirido pela prefeitura através do consórcio vencedor da licitação, o DTA Engenharia Jan De Nul, especialistas neste tipo de obra.

Areia da nova praia Central de BC vai ficar clara até a temporada?

Tripulação

Apenas profissionais treinados e especializados são autorizados a entrar na draga. Para manter o equipamento funcionando 24 horas por dia são necessários 28 tripulantes especializados.

Quanto custa a draga

De acordo com a prefeitura, não é possível mencionar quanto a draga custa porque a empresa vencedora do consórcio é que arca com o equipamento, no entanto, a draga foi contratado para trazer à superfície 2,155 milhões de metros cúbicos de areia, que será espalhado na praia.

Do Oriente Médio para Balneário Camboriú

A draga veio do Oriente Médio para Balneário Camboriú, a viagem durou 20 dias até Porto do Rio Grande, no Rio Grande do Sul, onde foi nacionalizada. Um procedimento feito pela Marinha do Brasil. Depois desse processo foi apenas mais um dia de viagem até Balneário Camboriú.

Mudança na praia Central de Balneário Camboriú chama atenção – Foto: Ivan Rupp/Secom BCMudança na praia Central de Balneário Camboriú chama atenção – Foto: Ivan Rupp/Secom BC

Capacidade de transposição

A draga Galileo Galilei tem capacidade de 18 mil metros cúbicos de areia em sua cisterna, mas nesta obra de Balneário Camboriú, cada viagem trará de 10 a 12 mil metros cúbicos. A redução no volume de areia por viagem se faz necessária pela pouca profundidade da enseada. Pelos cálculos dos engenheiros, serão quatro descargas da draga por dia.

Outras curiosidades

É possível acompanhar a obra de alargamento da faixa de areia ao vivo. Duas câmeras instaladas no eixo da FG Big Wheel mostram a obra 24 horas por dia a evolução dos trabalhos no Pontal Norte, onde está o canteiro de obras.

O sombreamento da praia de Balneário Camboriú será resolvido com a nova faixa de areia?

Na praia, homens e máquinas farão o trabalho de espalhar a areia nova, que, no primeiro momento será escura, mas a medida que vai secando terá tonalidade natural.

Draga já transportou mais de 300 mil metros cúbicos de areia em 5 dias em Balneário Camboriú – Foto: Ivan Rupp/Secom BCDraga já transportou mais de 300 mil metros cúbicos de areia em 5 dias em Balneário Camboriú – Foto: Ivan Rupp/Secom BC

O preenchimento começa defronte à rua 3.700 e será feito em direção à Barra Sul, em trechos que serão interditados ao acesso público. Quando completar este lado, toda tubulação utilizada na praia será removida e começará o preenchimento em direção ao Centro até a altura da rua 2.200.

Quando o preenchimento chegar na altura da rua 2.200, a tubulação que traz a areia da draga até a praia será flutuada e removida a ponta que fica em terra até o trecho de praia diante da rua 2.200, começando em seguida a dragagem daquele ponto em direção ao Pontal Norte, até completar o preenchimento de toda praia.

Saiba quando será possível aproveitar a nova praia de Balneário Camboriú

Essa remoção da ponta da tubulação principal da rua 3.700 até a 2.200 é necessária para que o material que vem impulsionado da draga chegue mais rápido e facilmente até o Pontal Norte. A previsão para o término desta obra de preenchimento é até início do mês de novembro deste ano.

Copacabana catarinense

Depois de “Dubai brasileira”, Balneário Camboriú possivelmente ganhará um novo apelido após a conclusão da obra de alargamento da praia Central, a de Copacabana brasileira. Isso porque, a praia passará a ser a segunda maior em faixa de areia do Brasil, perdendo apenas para Copacabana no Rio de Janeiro.

Balneário Camboriú se prepara para ser a Copacabana Catarinense após a conclusão do alargamento da faixa de areia da praia Central – Foto: ReproduçãoBalneário Camboriú se prepara para ser a Copacabana Catarinense após a conclusão do alargamento da faixa de areia da praia Central – Foto: Reprodução

A draga Galileu Galilei foi contratada para trazer à superfície 2,155 milhões de metros cúbicos de areia, que serão espalhados por toda extensão da praia, uma das maiores obras de alargamento de faixa de areia da América Latina.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Infraestrutura

Loading...