VÍDEO: plataforma desaba e pescadores são resgatados em Balneário Rincão

Estrutura está interditada desde 2015 justamente por apresentar problemas estruturais

Desabou na manhã deste domingo (13) parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão. A área que foi ao chão fica no meio da estrutura, na faixa de areia, onde não havia ninguém no momento do acidente, segundo a Defesa Civil.

Cinco pescadores estavam na ponta da plataforma, em direção ao mar, e precisaram ser resgatados pelo Corpo de Bombeiros, pois não tinham mais como descer. Nenhum deles se feriu. O desabamento ocorreu por volta das 5h30.

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
1 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
2 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
3 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
4 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
5 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil
6 6

Desaba parte da Plataforma Sul, em Balneário Rincão - Anderson Douglas/Defesa Civil

De acordo com Anderson Douglas, engenheiro agrimensor da prefeitura de Balneário Rincão, um raio de 100 metros do local da queda foi isolado para a segurança das pessoas.

Existe a possibilidade de precisar derrubar ao menos parte da estrutura que ficou pendurada, mas o procedimento ainda não está definido. Confira como ficou a plataforma no vídeo abaixo:

Uma associação de pescadores foi responsável pela Plataforma Sul por anos, mas sem investimentos ela acabou deteriorada e precisou ser interditada em 21 de maio de 2015, justamente por problemas estruturais. Mesmo assim, conforme a Defesa Civil, pessoas ignoram a proibição e acessam o local.

Uma empresa terceirizada chegou a ser contratada pela prefeitura para avaliar as melhores alternativas quanto à plataforma. No início do ano o documento foi encaminhado ao Ministério Público, para tomada de decisão, pois é uma área de preservação ambiental com jurisdição federal. Até o momento, não houve um encaminhamento, diz Anderson Douglas.

+

Infraestrutura