Avião com vacinas entra em rota de colisão com jato no Paraná; assista

Situação inusitada aconteceu na terça-feira; ouça o momento que o piloto recebe as orientações para desviar a rota

Um avião monomotor com doses da vacina CoronaVac a bordo fez uma curva errada após a decolagem e entrou em rota de colisão com um Boeing da GOL, no Paraná, na manhã de terça-feira (19). A informação é do AEROIN, site de notícias especializado em aviação comercial.

Avião com vacinas entra em rota de colisão com jato no Paraná – Foto: Reprodução/NDAvião com vacinas entra em rota de colisão com jato no Paraná – Foto: Reprodução/ND

A situação, no mínimo inusitada, envolveu um Boeing 737-800 da GOL de matrícula PR-GUC e um Cessna C208 Caravan do governo paranaense, de matrícula PP-MMS. Esse último levava doses da vacina para Londrina (PR) e decolou do Aeroporto Bacacheri, em Curitiba (PR). 

Em um áudio do Controle Aéreo obtido pelo AEROIN é possível ouvir o momento que a controladora instruiu o jato comercial a abandonar a aproximação do aeroporto para evitar o acidente. Ela revelou que tinha o indicativo de chamada (call-sign) Resgate 03.

Ouça o áudio abaixo:

Mudança de rota 

De imediato, os pilotos da GOL fazem uma curva para evitar a colisão e também respondem à controladora, cortejando a informação. 

Neste momento, é possível ouvir o alarme de desativação do piloto automático do Boeing 737, apontando que a aeronave estava em modo automático e os pilotos precisaram desativá-lo para tirá-la da rota de colisão.

O piloto da GOL também confirma TCAS RA, que é o Resolution Advisory, que é um comando de voz para evitar uma colisão, indicando para subir ou descer. Este aviso de RA só é dado quando o jato está a 3 milhas náuticas (5,5km) de distância da outra aeronave ou a 25 segundos ou menos do impacto.

Em seguida, quem fala é o Resgate 03, informando que está corrigindo sua rota e voltando para a curva prevista, que era para a esquerda e não à direita.

Após isso, o GOL arremete e o C208 segue sua rota prevista para Londrina. Minutos depois o Boeing 737 pousou no Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR), sem nenhum problema adicional, conforme apurou o site. 

“Fiquei perplexa”

Uma passageira do avião comercial contou ao Portal Banda B que ninguém entendeu o motivo do piloto abortar o pouso. Segundo a professora Jessica Matias, a “ficha caiu” só quando ela soube à noite pela imprensa que poderia ter ocorrido uma tragédia. 

“Estava voltando do Rio Grande do Norte com meu filho, após quase um mês de férias. Embarcamos às 9h10 em Guarulhos para Curitiba. A gente estava chegando quando o piloto só avisou que o pouso estava cancelado. Ninguém entendeu. Daí rodamos uns sete ou oito minutos e pousamos normalmente, mas sem entender o motivo do cancelamento”, explicou a passageira. 

Jessica Matias revelou ao site que ficou perplexa ao saber  do ocorrido. “Daí que entendi porque o piloto cancelou o pouso. Imagino que ele não falou nada pra gente pra não causar pânico, mas agora fico pensando que poderia ter ocorrido uma tragédia”, completou. 

Investigação 

Em nota, nesta quarta-feira (20), o Governo do Paraná informou que o piloto automático, devidamente acoplado, apresentou uma atitude inesperada, curvando à direita, mas que a situação foi corrigida rapidamente.

Distribuição das vacinas contra a Covid-19 no Aeroporto Bacacheri em Curitiba com aeronaves do Governo do Estado – 19/01/2021 – Foto: Geraldo Bubniak/NDDistribuição das vacinas contra a Covid-19 no Aeroporto Bacacheri em Curitiba com aeronaves do Governo do Estado – 19/01/2021 – Foto: Geraldo Bubniak/ND

“Ressaltamos que não houve um acidente, mas um incidente, o qual foi devidamente reportado às autoridades aeronáuticas”, diz um trecho da nota. O órgão garantiu que uma investigação foi aberta para apurar o ocorrido.

A GOL também se manifestou em nota oficial e garantiu que não houve qualquer anormalidade no voo. 

Nota na íntegra

“A aeronave GOL que realizou o voo G3-1212 (Guarulhos-Curitiba), na terça-feira (19/1), teve de fazer um novo procedimento de pouso durante a aproximação ao aeroporto Afonso Pena. A mudança foi necessária por solicitação do controle de tráfego aéreo do destino para procedimento de segurança, sem qualquer anormalidade no voo. Reforçamos que a Companhia está sempre atenta à Segurança, nosso valor número 1″. 

+

Internet