Carta psicografada para Paulo Gustavo gera revolta nas redes sociais

Internautas e fãs do ator apontam "falta de respeito" por conta da divulgação da carta e pedem orações e energias positivas

A divulgação da carta psicografada escrita por um médium para o ator Paulo Gustavo, que completa um mês internado por complicações da Covid-19 nesta terça-feira (13), gerou polêmica nas redes sociais.

A informação foi dada pelo colunista Léo Dias, e ganhou grande repercussão e revolta por parte de internautas e, principalmente, dos fãs do comediante.

Paulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março – Foto: Reprodução/InstagramPaulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março – Foto: Reprodução/Instagram

As respostas negativas dominaram a própria publicação da notícia na conta do Twitter do jornalista. Muitos usuárias enfatizaram a “falta de respeito” com o ator e sua família em um momento delicado.

Outros internautas enfatizam que esta é a hora de reunir orações e apenas energias positivas para a recuperação do artista.

Nenhum familiar se manifestou sobre a carta até o momento. Na noite de domingo (11), a irmã de Paulo Gustavo, Juliana Amaral, desabafou sobre a dor de ver as notícias falsas envolvendo o estado de saúde do comediante.

A carta

De acordo com a informação publicada pelo colunista, familiares de Paulo Gustavo receberam recentemente uma carta psicografada que seria de uma ancestral do ator.

Supostamente o documento contém fatos que apenas familiares ou amigos de infância de Paulo Gustavo podem comprovar, como endereços onde o humorista de 43 anos morou durante a infância.

Além disso, a carta citaria um apelido assinado por uma ancestral do artista. O médium que escreveu o texto não quis se identificar.

Léo Dias não detalhou o teor da carta, mas informou que o documento “faz menção à preocupação de Paulo Gustavo em fazer o bem e se dedicar a causas sociais”, escreveu.

Quadro crítico

Paulo Gustavo está internado em estado grave no CTI (Centro de Terapia Intensiva) de um hospital privado no Rio de Janeiro.

O quadro do artista é considerado crítico devido a problemas hemorrágicos, de acordo com o último boletim médico divulgado.

Na última sexta-feira (9), o ator passou por um procedimento para corrigir uma fístula no pulmão, que impedia a passagem de ar entre os brônquios e a membrana que reveste o pulmão.

+

Internet