Claudia Leitte é criticada e chamada de genocida na internet; veja motivo

Cantora participou de um trio elétrico lotado em São Paulo no último sábado (27)

A cantora Claudia Leitte, 41 anos, foi chamada de genocida e se tornou um dos assuntos mais comentados na internet neste domingo (28). A hashtag #ClaudiaLeitteGenocida se destacou após a cantora se apresentar em um trio elétrico, em São Paulo.

Claudia Leitte é chamada de genocida após promover aglomerações em trio elétrico em São Paulo – Foto: Internet/Reprodução/NDClaudia Leitte é chamada de genocida após promover aglomerações em trio elétrico em São Paulo – Foto: Internet/Reprodução/ND

Neste sábado (27), a cantora informou que o show respeitaria os cuidados para conter a disseminação da Covid-19. No entanto, as imagens da apresentação mostram uma multidão, sem respeitar distanciamento social.

“Evento realizado com limitação de público, exigência de comprovante de vacina e outras exigências sanitárias estabelecidas pela secretaria de saúde de São Paulo”, dizia a publicação.

Em vídeo é possível ver uma grande aglomeração formada por pessoas sem máscaras, o que não é permitido na capital paulista. Os moradores podem deixar de usar máscara em ambientes abertos apenas no dia 11 de dezembro. O uso da proteção, inclusive, ainda é obrigatório em locais com muitas pessoas.

As críticas à postura da artista se referem a um vídeo no qual ela pedia para que ninguém aglomerasse, em junho deste ano. “Isso mata”, disse a cantora à época. “Muita hipocrisia”, dizia um comentário.

Outra pessoa disse que não via a mesma força dos ataques a outras pessoas que fizeram o mesmo.”A tag ‘Claudia Leitte Genocida” nos trends, mas não vi ninguém subindo essa tag pra atacar outros cantores que já estão fazendo vários shows com mega aglomeração, um monte de macho fazendo isso e ninguém fala nada!!! Parem de ser hipócritas, seus m****s”, esbravejou.

+

Internet

Loading...