É falso que Estado irá investir R$ 15 milhões em réplica da Torre de Pisa em SC

Circula na internet a informação de que o governo do Estado iria investir R$15 milhões em réplica da Torre de Pisa em Pedras Grandes, no Sul de SC; porém o valor será investido em pavimentação

Está circulando na internet, em algumas postagens que o governo do Estado iria investir cerca de R$ 15 milhões na construção da réplica da famosa Torre de Pisa em Santa Catarina. A obra está em fase de projeto para ser executada no distrito de Azambuja em Pedras Grandes e é uma iniciativa da prefeitura. 

Em vista das postagens, o governo do Estado emitiu uma nota oficial nesta quinta-feira (12) ressaltando que a informação é falsa. O Estado não fará investimento de R$15 milhões na construção da réplica da Torre de Pisa. O valor, na realidade, foi repassado ao município para a pavimentação de uma rodovia.

“Na última semana, o governador Carlos Moisés esteve no município para assinar um convênio com a prefeitura para a pavimentação da Rodovia da Imigração Italiana. O valor será usado nesta obra, que impulsionará o turismo na região Sul do Estado”, explica a nota oficial. 

A réplica terá a dimensão de 1/2, com 28 metros de altura e 7,5 de diâmetro em Pedras Grandes – Foto: Divulgação/Prefeitura Pedras GrandesA réplica terá a dimensão de 1/2, com 28 metros de altura e 7,5 de diâmetro em Pedras Grandes – Foto: Divulgação/Prefeitura Pedras Grandes

A obra da Rodovia contempla dois trechos ainda não asfaltados entre o distrito de Azambuja e a área central de Pedras Grandes. A execução ficará a cargo da Prefeitura.

“Cabe ressaltar que o investimento para a construção de uma réplica da Torre de Pisa, anunciada pela Prefeitura de Pedras Grandes, não tem qualquer participação do Governo do Estado”, ressalta a nota.

Recursos virão de emendas parlamentares

Em entrevista ao portal ND+, esta semana, o próprio prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Fellipi, destacou que a obra deverá custar cerca de R$1,5 milhões, diferentemente do valor de R$15 milhões que está sendo divulgado, e que os recursos seriam provenientes principalmente de emendas parlamentares de deputados.

“Temos uma parceria já estabelecida com a Deputada Federal Geovânia de Sá, que alocou uma emenda de R$800 mil. Agora vamos finalizar e encaminhar o projeto concluído”, afirmou o prefeito na entrevista

Obra visa atrair turistas para berço da colonização italiana no Sul

Berço da colonização italiana no Sul de SC, a Colônia de Azambuja foi o local escolhido pela Prefeitura de Pedras Grandes para a construção da réplica da Torre de Pisa.

“O distrito de Azambuja foi sede da colonização italiana da região Sul de Santa Catarina. Em 1877, os primeiros imigrante italianos chegaram aqui. Foram 293 pessoas na primeira embarcação. Isso fruto de um entendimento entre o governo imperial brasileiro e a Itália para colonizar essa região aqui”, explicou o prefeito.

Com uma altura de 50 metros, a famosa torre italiana na verdade é um campanário localizado na cidade de Pisa. A construção iniciou em 1173, sendo a terceira estrutura mais antiga da Catedral de Pisa. A torre ficou famosa por ter ‘entortado’ após a construção. Devido ao solo e a fundação mau feita, a estrutura começou a inclinar e hoje é um grande ponto turístico na Itália.

Já na cidade catarinense, a ideia é que ela seja construída de metal, além disso, toda uma estrutura cenográfica será montada. Uma das possibilidades é a utilização de contêineres para a obra. Ela terá 28 metros de altura e 7,5 metros de diâmetro.

+

Internet

Loading...