FOTOS: Mãe e filha adotam mulher em situação de rua em Minas Gerais

Família resolveu 'abraçar' Josiana após dividirem um quarto de hospital na Capital mineira e criar uma grande amizade

A jovem Beatriz de apenas 18 anos, junto com a mãe Gesiane, de 39 anos, se sensibilizaram com a história de uma moradora de rua, e deram um exemplo de amor ao próximo. O caso aconteceu em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Registro das três já em casa, se recuperando – Foto: Internet/Reprodução/NDRegistro das três já em casa, se recuperando – Foto: Internet/Reprodução/ND

Beatriz estava internada na UTI do Hospital São Lucas, em BH, após sofrer um acidente. Lá ela dividiu o quarto com Josiana, de 43 anos e após muitos dias juntas, a jovem conheceu e se encantou com a colega de quarto.

Gesiane, mãe de Beatriz conta que estava preocupada com a a saúde mental da adolescente, que sofre de depressão.

“A gente chegou, a Josiana estava sozinha no quarto. E a Beatriz ficou na outra cama. A Josi sempre brincou com ela, tentando interagir, mas ela não reagia. Até que um dia a Josi brincou que ia levantar da cama e puxar os cabelos dela. Aí a Beatriz começou a rir e falou assim: ‘Como você vai vir aqui puxar meu cabelo? Se você nem anda?’. E aí a Josi disse que dava um jeito”, lembrou a mãe de Beatriz na internet.

A, agora, ex-moradora de rua havia passado por diversos hospitais do estado após ser covardemente agredida e espancada por colegas.

Josiana foi abandonada sem receber quaisquer cuidados médicos e acabou perdendo o movimento das pernas bem antes de ser internada no hospital.

“Elas começaram a brincar, a conversar, a Josi fazendo as graças, e a gente foi conversando e descobrindo a história dela e eu acredito que a Beatriz pegou a história de vida da Josi como um aprendizado”, disse Gesiane.

Após receber alta, Beatriz e a mãe pediram a “guarda” de Josiane, e com a autorização da assistente social que a acompanhava a mulher em situação de rua, ela pôde ir para a casa da família Hubner.

“É um propósito de Deus que eu fiz, gratidão por ele ter devolvido a vida a Beatriz e por a gente ter parado ali naquele quarto com a Josi, que era moradora de rua e precisava de cuidados após receber alta. Eu senti vontade de ajudar de alguma forma”, explicou a mulher, que tem mais dois filhos adolescentes.

Gesiane disse que ela já está adaptada na casa e está feliz vivendo com a sua família. Porém, a renda  é um empecilho, pois a família inteira se mantém com apenas um salário mínimo, da filha mais velha, com o Auxílio Brasil e com os serviços informais que a chefe de família realiza.

Por isso, foi aberta uma vaquinha virtual para ajudar com os custos elevados de fisioterapia e medicamentos de Josi.

Confira fotos da nova família:

As três se encontraram em uma situação difícil mas resolveram transformar o encontra em algo positivo - Internet/Reprodução/ND
1 3
As três se encontraram em uma situação difícil mas resolveram transformar o encontra em algo positivo - Internet/Reprodução/ND
Nas redes sociais a mãe de Beatriz contou mais sobre essa história inspiradora - Internet/Reprodução/ND
2 3
Nas redes sociais a mãe de Beatriz contou mais sobre essa história inspiradora - Internet/Reprodução/ND
Registro das três já em casa, se recuperando - Internet/Reprodução/ND
3 3
Registro das três já em casa, se recuperando - Internet/Reprodução/ND
+

Internet

Loading...