Hugo Gloss repercute agressão contra equipe da NDTV: ‘ato vergonhoso e covarde’

Repórter Ronaldo Daros e o operador de câmera Ricardo Alves foram agredidos durante a produção de uma reportagem em Joinville

O jornalista Hugo Gloss repercutiu, em sua conta no Instagram, as agressões sofridas pela equipe de reportagem da NDTV Joinville na noite deste sábado (15), em frente a Choperia Dona Franscisca na área central de Joinville.

Parte da frente do carro foi totalmente destruída pelos agressores – Foto: Ricardo Alves/NDTVParte da frente do carro foi totalmente destruída pelos agressores – Foto: Ricardo Alves/NDTV

“Que ato vergonhoso e covarde”, escreveu o influenciador digital. O repórter Ronaldo Daros e o operador de câmera Ricardo Alves foram agredidos durante a produção de uma reportagem em frente ao local.

Segundo uma testemunha, que não quis se identificar por medo, a briga iniciou no interior do restaurante. Um segurança, então, retirou os envolvidos para fora do local no momento em que a equipe da NDTV parou e começou a filmar a situação.

Veja a publicação:

Nisso, um dos agressores subiu em cima do carro da emissora, chutou o para-brisa e o teto do veículo, além de quebrar o vidro. Já o outro, abriu a porta e agrediu o repórter Ronaldo Daros. Ainda segundo a testemunha, o estabelecimento estava ‘lotado’ no momento da confusão.

Ainda segundo o operador de câmera Ricardo Alves, ele desceu do carro e tentou conter os agressores, porém, foi empurrado. Depois disso, a equipe conseguiu fugir do local.

Uma equipe da Polícia Militar esteve no local e um boletim de ocorrência a respeito das agressões foi registrado. “Eu fiquei em estado de choque. O medo é tão grande que você nem percebe direito o que aconteceu na hora”, enfatiza Ronaldo.

Agressores são identificados

Os agressores já foram identificados tanto pela Polícia Militar quanto por testemunhas.

Jonathan Borges Pereira, de 22 anos, que agrediu o repórter Ronaldo Daros com socos no rosto e no estômago. Já quem destruiu o carro foi Jakson Fabiano Veiga da Silva, de 23 anos. Este, inclusive, já tem  passagens policiais por agressão.  – Foto: Montagem/NDJonathan Borges Pereira, de 22 anos, que agrediu o repórter Ronaldo Daros com socos no rosto e no estômago. Já quem destruiu o carro foi Jakson Fabiano Veiga da Silva, de 23 anos. Este, inclusive, já tem  passagens policiais por agressão.  – Foto: Montagem/ND

João, garçom da choperia, foi o primeiro a partir para cima da equipe. Depois disso, Jonathan Borges Pereira, de 22 anos, agrediu o repórter Ronaldo Daros com socos no rosto e no estômago.

Já quem destruiu o carro foi Jakson Fabiano Veiga da Silva, de 23 anos. Este, inclusive, já tem  passagens policiais por agressão.

Ruy Teixeira, capitão da Polícia Militar, confirmou que os agressores foram identificados e que agora o trabalho de investigação ficará a cargo da Polícia Civil.

A reportagem entrou em contato com a Choperia Dona Francisca, que informou que todos os funcionários da casa estavam tentando conter os agressores. Sobre o garçom identificado apenas como João, a choperia ficou de conversar com o jurídico antes de passar um posicionamento oficial.

A equipe de reportagem registrou Boletim de Ocorrência e o repórter Ronaldo fará exame de corpo de delito nesta segunda-feira (17).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Internet