Jovem é condenada à morte por enviar ‘mensagens impróprias’ no WhatsApp

Ela foi denunciada por um homem que conheceu na internet

Uma mulher foi condenada à morte por enviar mensagens consideradas inapropriadas no Paquistão. Aneeqa Ateeq tem 26 anos e também foi sentenciada a 20 anos de prisão.

Jovem foi condenada à morte por causa de mensagens enviadas na internet – Foto: Pixabay/Divulgação/NDJovem foi condenada à morte por causa de mensagens enviadas na internet – Foto: Pixabay/Divulgação/ND

As mensagens consideradas impróprias teriam relação com caricaturas do profeta Maomé, além de outros materiais que ofenderiam as crenças muçulmanas. O Paquistão é um estado islâmico e tem algumas das leis de blasfêmia mais duras do mundo.

Quem acusou a jovem pelo crime foi um homem que ela conheceu pela internet e disse que ela teria usado o WhatsApp e o Facebook para divulgar o material. Aneewa, que é muçulmana, se defendeu dizendo que ele teria a colocado na discussão para se vingar, já que ela não quis ser amigável com ele.

Apesar do argumento, ela foi condenada nesta semana pelo tribunal. Segundo o jornal The Guardian, no entanto, na prática, as execuções relacionadas à blasfêmia não são realizadas e os acusados ​​passam a vida na prisão.

+

Internet

Loading...