‘Muita sujeira’: Após morte do pai, sobrinho de Cid Moreira entra em briga familiar

O enterro do radialista Célio Moreira, aconteceu na última sexta-feira (3) no Cemitério de Itaipava, em Petrópolis, e gerou revolta em Marcos Moreira, que foi proibido de comparecer a cerimônia

A briga familiar de Cid Moreira ganhou novos capítulos após a morte do seu irmão, Célio Moreira, nesta quinta-feira (2). Isso porquê, o sobrinho do jornalista, Marcos Moreira, afirmou que o pai foi vítima da mulher, assim como o tio, e fez acusações contra Fátima Sampaio, companheira de Cid. “Muita sujeira de mulher jogando pai contra filho”, declarou.

Após morte de irmão, briga familiar de Cid Moreira ganha novos capítulos – Foto: redes sociais/Divulgação/NDApós morte de irmão, briga familiar de Cid Moreira ganha novos capítulos – Foto: redes sociais/Divulgação/ND

O enterro do radialista Célio Moreira, aconteceu na última sexta-feira (3) no Cemitério de Itaipava, em Petrópolis, e gerou revolta em Marcos, que foi proibido de comparecer a cerimônia.

Em um vídeo enviado ao portal Notícias da TV, o sobrinho de Cid Moreira chora e diz que seu pai foi enterrado sem dignidade. Ele fez acusações contra a madrasta, Lourdes Moreira, e afirmou que ela depende do patrimônio do locutor, assim como Fátima Moreira.

“Estou indignado. Meu pai foi parar em uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento], aguardou internação no hospital pelo SUS [Sistema Único de Saúde]. Se a minha esposa não estivesse no meio da área de saúde, eu não saberia nem que meu foi enterrado”, começa Marcos no vídeo.

“Fico admirado em saber que meu pai não estava pagando e não tinha plano de saúde. Um homem com condições. Que viajou para a Europa e o Brasil todo. Tem condições e tinha bens. Como é que não pode estar pagando um plano de saúde?”, questionou o filho, que ainda afirmou que não havia ninguém para carregar o caixão.

“Estou entristecido. Olha onde ele veio parar. Meu pai veio parar numa cova rasa. Não teve um enterro digno”, mostrou Marcos, aos prantos. “Se eu tivesse pego para cuidar e entrado na Justiça sem afastar a mulher dele, ele não estaria aqui”, continuou. “Mas, se eu fizesse isso, iam dizer que eu era interesseiro, que estava de olho no dinheiro”, declarou.

Sobrinho falou sobre situação semelhante a de Cid Moreira

“Agora eu vejo o que o Roger [filho de Cid Moreira] está fazendo e me arrependo de não ter feito isso: de ter guardado a saúde dele”, ressaltou Marcos.

“A mulher [Lourdes] junto com essa outra mulher [Fátima] e olha no que deu. Cid só não morreu ainda porque está na imprensa. Eu deveria ter botado isso na imprensa. Olha onde foi parar meu pai. Olha o que fizeram com o meu pai. Não veio ninguém”, afirmou.

“Estou acabado. Não sei se vai ter a Justiça dos homens. Mas peço justiça a Deus. Imploro! Quero justiça, pois tem muita coisa errada. Tem muita coisa que sei. Muita sujeira de mulher jogando pai contra filho”, revelou.

“Tenho tudo e, agora, vou botar tudo isso às claras. Agora entendo o que o Roger está fazendo. Entendo o que os filhos [Roger e Rodrigo] estão fazendo [na Justiça]”, considerou.

“Ponho isso na mão de Deus. Estou muito triste. Olha o fim do meu pai. Ele poderia ter sido enterrado com dignidade. Um homem que estudou, um jornalista. Ele tem o patrimônio dele, tem dinheiro. Parar aqui assim? Sem plano de saúde? O que fizeram com a sua vida, pai? Olha o que foi dar. Misericórdia”, finalizou Marcos Moreira no vídeo.

Entenda o caso

As polêmicas envolvendo a família de Cid Moreira se tornaram públicas ainda no começo de julho, quando Roger, filho adotivo do jornalista, alegou que foi abandonado e deserdado. Após o episódio, os filhos do apresentador entraram com um processo na Justiça pedindo a interdição do pai e a prisão da madrasta.

Roger e Rodrigo Moreira alegam que o pai enfrenta sintomas de demência e tem a liberdade limitada por Fátima. Eles apontam a necessidade de uma tutela de urgência para Cid Moreira e argumentam que ele não teria  “condições mínimas” de administrar os próprios bens.

Segundo o documento protocolado pelos filhos na vara de família de Petrópolis, no Rio de Janeiro, ao qual o portal UOL teve acesso, Cid Moreira estaria sendo agredido pela esposa e mantido em cárcere privado.

“Têm-se notícias de que a mesma agride o idoso, o deixa sem medicação, oferece comida vencida ou estragada por 15 dias em pleno cárcere privado, e o pior, sem a sua presença, ela some para fazer compras e se enturmar com os amigos”, afirma trecho do documento.

Depoimento do ex-caseiro

Em agosto, o assunto ganhou mais força quando o ex-caseiro, que trabalhou para a família entre 1991 e 2017, confirmou que o jornalista é mantido em cárcere privado. O depoimento do homem foi agregado ao processo que corre na Justiça.

Nele, haveria citações de maus tratos e agressões, conforme noticiado pelo site Notícias da TV. Angelo Carbone, advogado dos filhos do jornalista, enviou duas testemunhas à Justiça.

O ex-caseiro teria sido demitido por Fátima sem justa causa. Ele afirmou não ter recorrido à Justiça em consideração ao jornalista. Os áudios foram transcritos e há citações como a que afirma que “Cid Moreira comia pizza de 15 dias, que entrava e saída da geladeira”.

+

Internet

Loading...