Pai de Henry posta relato emocionante no dia em que filho faria 5 anos; confira

Leniel Borel relembrou último aniversário ao lado do filho. Mãe e padrasto do menino estão presos no Rio de Janeiro

Leniel Borel, pai do menino Henry, morto no dia 8 de março no apartamento onde morava no Rio de Janeiro com a mãe e o padrasto, postou nesta segunda-feira (3) uma mensagem em homenagem ao filho. Henry completaria 5 anos nesta segunda.

Menino Henry Borel faria cinco anos nesta segunda-feira (3) – Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/LENIEL BORELMenino Henry Borel faria cinco anos nesta segunda-feira (3) – Foto: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM/LENIEL BOREL

“Henry, hoje seria seu aniversário de 5 aninhos. Mais uma festa para comemorarmos juntos, sempre do jeitinho que você queria, com todos os personagens, brincadeiras, bolos e brigadeiros que você gostava. Emocionante era ver sua alegria ao abrir os presentes.

Nosso tempo juntos foi muito breve, mas sempre intenso, feliz e muito especial. Daria tudo o que tenho por mais um dia com você, por mais um abraço, mais um sorriso ou apenas ouvir-te dizer: – Papai, eu te amo.

03 de Maio ficará eternizado comigo, pois sei que estarás vivo em meu coração por todos os dias da minha vida!

“Eis que fizeste meus dias da largura de palmos, e a duração da minha vida é quase nada diante de ti; todo ser humano, seja quem for, não passa de um breve sopro.” Salmos 39:5″

Mãe escreve nova carta

Presa por suposto envolvimento na morte do filho, a mãe do menino Henry, Monique Medeiros, escreveu nova carta em que reafirma acusações de violência contra o ex-namorado, o vereador do Rio de Janeiro Dr. Jairinho. Ele também está preso.

Na sexta-feira (30), Dr. Jairinho foi indiciado por tortura contra a filha de uma ex-namorada com a qual conviveu durante dois anos – entre 2010 e 2013.

Além do depoimento da criança, o delegado Adriano Marcelo França, titular da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), disse ter outras provas, como fotos, que contrariam a versão apresentada pelo parlamentar.

Apesar de não ter relação com a morte do menino Henry Borel, o caso de agressão contra a criança veio à tona após a morte do enteado do vereador Dr. Jairinho, que está preso há duas semanas por atrapalhar o trabalho da polícia conduzido pela 16ª DP (Barra da Tijuca).

Dr. Jairinho ainda é investigado por agressões contra o filho de outra ex-namorada.

+

Internet