Pastor se apresenta como drag queen e é afastado de igreja

Mensagem do pastor drag queen, sobre ser aceito e amado, indiferente de quem você seja, não foi bem aceita por alguns membros da igreja

O pastor Craig Duke da igreja metodista Newburgh United, no sul de Indiana, nos Estados Unidos, foi “convidado” a se retirar da posição religiosa. Isso ocorreu após o pastor se apresentar no especial de uma emissora de TV americana, vestido de drag queen. Ele usou uma peruca rosa, botas de plataforma e um vestido brilhante com franjas, dublando a música “We R Who We R”, de Kesha.

O pastor fez uma performance como drag queen para a série de uma emissora americana chamada: “Nós estamos aqui”. – Foto: Internet/Reprodução/NDO pastor fez uma performance como drag queen para a série de uma emissora americana chamada: “Nós estamos aqui”. – Foto: Internet/Reprodução/ND

“Se você está se perguntando se há esperança em um futuro e um deus que ama você… Oh, sim, há! Não espere até ter permissão para fazer o que foi feito para você fazer. Saia e ame a todos”, acrescentou ele.

A mensagem do pastor, no entanto, não foi bem recebida com a mesma empolgação por alguns membros da igreja metodista Newburgh United, onde ele atua como pastor principal. Em um e-mail para a congregação, os líderes da igreja disseram que Duke foi “dispensado dos deveres pastorais”.

Posicionamento da igreja

Mitch Gieselman, superintendente da Conferência Metodista Unida de Indiana, disse que o pastor não pediu demissão, nem renunciou. Afastado das pregações, ele receberá um corte “significativo” no salário até fevereiro de 2022, data em que ele e sua esposa, Linda, terão que se mudar da sua casa, que é fornecida pela igreja.

“Embora haja uma diversidade de opiniões sobre as implicações morais das ações do reverendo Duke, ele não foi considerado como tendo cometido qualquer ofensa passível de cobrança ou outra violação do Livro Metodista Unido de Disciplina”, disse Gieselman.

+

Internet

Loading...