Superlua e chuva de meteoros poderão ser vistos em todo o Brasil em julho; saiba detalhes

De acordo com o calendário da Nasa, no mês de julho será possível observar o posicionamentos dos astros

O mês de julho tem uma agenda cheia de eventos astronômicos importantes. O primeiro deles – o mais importante – acontece na próxima quarta-feira (6), quando se inicia o ciclo da chamada Buck Moon (Lua dos Cervos, em português), a terceira Superlua de 2022. Além de uma chuva de meteoros, e posicionamento dos astros.

A Superlua, a chuva de meteoros e o alinhamento dos astros poderão ser vistos no Brasil- Foto: Cristiane Patricia Bohn Ferreira/Reprodução/NDA Superlua, a chuva de meteoros e o alinhamento dos astros poderão ser vistos no Brasil- Foto: Cristiane Patricia Bohn Ferreira/Reprodução/ND

No inicio do mês, na segunda-feira (4), a Terra estará posicionada em um ponto da órbita em que se registra a maior distância possível do Sol, fenômeno chamado de afélio.

Dois dias depois, a Lua dos Cervos começa seu ciclo e entra na fase de quarto-crescente, onde acontece o perigeu, uma fase em que a lua está mais próximo da Terra, a chamada Superlua. No dia 13 de julho, em uma quarta-feira, a Superlua atinge seu ápice.

No fim do mês de julho será possível observar uma chuva de meteoros. A Delta Aquáridas Austrais vai durar da última semana do mês de julho, com ápice nos dias 28 e 29, até meados de agosto.

Durante o fenômeno será possível observar os rastros deixados pelos agrupamentos de cometas Marsden e Kracht. Moradores de todas as regiões do Brasil poderão observar o show de luzes no céu noturno, sem restrições.

Além das observações, julho também terá o posicionamento dos astros, Saturno, Júpiter, Mercúrio, Marte e Vênus terão conjunções lunares que poderão ser observadas no céu da manhã.

Confira o calendário da Nasa completo, com o guia para as observações, neste link.

* Com informações da Agência Brasil

+

Internet

Loading...