VÍDEO: Strip-tease de brasileiro ‘invade’ sessão sobre corrupção do presidente do Peru

Gravação interrompeu fala de advogado de defesa e criou constrangimento na sessão; presidente peruano é investigado por suspeita de organização criminosa

Durante um audiência virtual realizada nesta quarta-feira (15) sobre casos de corrupção no governo peruano de Pedro Castillo, um vídeo de strip-tease roubou a cena. 

A gravação do stripper brasileiro Ricardo Milos, que aparecia dançando de tanga, foi exibida enquanto o procurador Samuel Rojas explanava os motivos para investigar o presidente. A audiência era transmitida ao vivo.

Audiência foi interrompida com vídeo de stripper – Vídeo: Reprodução/TV Justiça Peru

A gravação do striper foi transmitida pela conta “Assistência Estúdio Espinoza Ramos” – Espinoza Ramos é o advogado de Castillo. “Estão nos mostrando imagens muito sugestivas”, comentou Rojas ao ser interrompido pela dança do brasileiro.

Após o ocorrido, Espinoza se manifestou negando que a gravação tenha sido transmitida de uma conta associado ao seu trabalho. De acordo com ele, o caso na verdade expõe como sistema virtual do judiciário do Peru é vulnerável.

O presidente Castillo não participou da sessão, que foi virtual por conta da pandemia de Covid. A sessão foi convocada pela defesa do presidente, na tentativa de barrar o andamento da investigação, que apura tráfico de influência e organização criminosa.

Corrupção no Peru

Pedro Castillo é sendo acusado de participar de um esquema de corrupção, que envolveria seu ex-ministro de Transportes e Comunicações, Juan Silva, considerado um foragido da justiça. A Suprema Corte peruana analisa se investigará ou não o presidente.

No caso, conhecido com Puente Tarata 3, seis parlamentares e um ex-secretário-geral, além dos seus dois sobrinhos, são investigados suspeitos de fazer parte de uma rede criminosa que concedia contratos para obras públicas.

+

Internet

Loading...