Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


André Aranha é absolvido no caso de estupro no Café de lá Musique

Assunto teve repercussão nacional

Gastão Filho leva mais uma – Foto: Divulgação

O advogado do empresário André de Camargo Aranha, Claudio Gastão da Rosa Filho, informa que ele foi absolvido da denúncia relativa ao episódio envolvendo Mariana Borges Ferreira em dezembro de 2018, no Café de La Musique, em Florianópolis (SC). O juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal de Florianópolis, acatou a alegação final do Ministério Público e a tese da defesa para que fosse julgada improcedente a denúncia contra André Aranha.

Mariana atuava como a influenciadora digital Mari Ferrer e foi com esse nome fantasia que ela espalhou nas redes sociais a versão de que teria sido estuprada. A atitude deu notoriedade ao caso, “apesar das flagrantes inverdades criadas para sustentar a falsa narrativa”, salientou Gastão Filho. Em depoimento ao juiz, Mariana disse que não se recordava desse mesmo estupro amplamente relatado nas mídias porque tinha sido drogada. Os laudos toxicológicos, na verdade, não apontaram qualquer indício de droga no seu organismo.

O promotor de justiça Thiago Carriço de Oliveira, após investigação conduzida pela 6ª Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso, não encontrou provas que confirmassem a denúncia de estupro.

A investigação resultou num inquérito de 3000 páginas. Foram ouvidas 22 testemunhas, cinco delas mais de uma vez, além do acusado e da autora da denúncia. Foram realizados seis exames periciais (físico, sangue, urina, objetos, papiloscópico e DNA), além de busca e apreensão e perícia dos equipamentos eletrônicos do acusado.