Briga e morte por ponto de prostituição em Chapecó acaba em prisão

A briga era por um ponto de prostituição na avenida Fernando Machado; o crime ocorreu em fevereiro de 2014 e foi julgado na última semana em Chapecó. O réu foi condenado em 12 anos de prisão

Um homem foi condenado em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, por atirar e matar outro cidadão em fevereiro de 2014 em uma briga por um ponto de prostituição. O juri ocorreu na última sexta-feira (15). Um segundo réu foi absolvido na sessão que aconteceu no Fórum.

Briga e morte por ponto de prostituição em Chapecó acaba em prisão – Foto: Reprodução/NDBriga e morte por ponto de prostituição em Chapecó acaba em prisão – Foto: Reprodução/ND

Segundo o TJ (Tribunal de Justiça) de Santa Catarina, o réu recebeu a sentença de 12 anos de prisão, em regime fechado. Ele foi preso ao final do julgamento e levado para o Complexo Prisional de Chapecó. O agressor responde por homicídio qualificado por uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e por porte ilegal de arma de fogo.

A denúncia apresentada pelo MP (Ministério Público) apontou que os réus chamaram outros quatro homens e uma mulher para resolver desavenças entre os envolvidos a respeito de pontos de prostituição na avenida Fernando Machado, em Chapecó. Antes de acionarem a campainha do apartamento onde morava o casal, os visitantes foram alvejados com disparos de arma de fogo. A vítima morreu no local.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça Brasileira

Loading...